Após não aceitar a renovação contratual proposta pelo presidente do Goiás, Sérgio Rassi, o técnico Ricardo Drubscky ficou poucas horas sem clube. Nesta quarta-feira, o mineiro foi anunciado como novo comandante do Vitória, time que acabou rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. Seu contrato na representação rubro-negra possui validade até o final de 2015.

Sua apresentação oficial, programada pelo presidente Carlos Falcão, ocorrerá na próxima segunda-feira. Drubscky chega a Salvador juntamente com seu auxiliar, Carlos Fonseca, e já iniciará o planejamento para a disputa da Segunda Divisão. Após mais um descenso, o mandatário leonino afirmou que procuraria um profissional experiente no quesito acesso – em 2012, o mineiro trouxe o Atlético-PR de volta à elite.

Graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Drubscky chega à Toca do Leão após passar oito meses na formação goiana, onde terminou na 12ª posição do Campeonato Brasileiro – somando 47 pontos, com um retrospecto de 13 vitórias, oito empates e 17 derrotas. O treinador também esteve à frente do clube esmeraldino na Copa Sul-americana, onde acabou eliminado pelo Emelec-EQU, nos pênaltis, e também na Copa do Brasil, onde caiu surpreendentemente para o Botafogo-PB.

Em sua carreira à beira do gramado, o mineiro possui apenas dois títulos profissionais: o Campeonato Paraibano de 2002, com o Botafogo, e a Série D de 2011, com o Tupi-MG. Porém, o treinador já conquistou duas edições da Copa São Paulo de Futebol Júnior, dirigindo Atlético-PR (1994) e América-MG (1996).

Fonte: Jornal de Brasília