Flamengo, Botafogo, Fluminense, Volta Redonda, Portuguesa-RJ e Resende-RJ. Todos esses clubes mandaram ao menos um jogo no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, nesta temporada. Porém, as partidas tiveram pouco público e deram prejuízo para as equipes.

Ao todo, foram 26 duelos realizados no local, mas 25 tiveram o borderô divulgado (Flamengo x Chapecoense é o jogo restante). Entre eles, 17 deram prejuízo, com R$ 432.597,11 no total. A média de renda líquida por partida foi de R$ -17.303,88.

O estádio tem capacidade para 20 mil pessoas, mas, em média, apenas 3.087 pagaram para ver as partidas. O maior público pagante foi de 7.863 no duelo entre Flamengo e Sport, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo terminou com renda líquida de R$ 2.326,10.

Já o menor público foi de apenas 90 pagantes em Resende x Ceará, pela 1ª fase da Copa do Brasil, que teve prejuízo de R$ 31.997,34. No total, o público pagante nos 25 jogos foi de 77.162 pessoas.

Além disso, a pior renda líquida pertence ao Fluminense (R$ -65.977,51) no duelo contra a Ferroviária, também na Copa do Brasil, que foi visto por 602 pagantes.

Do outro lado, a melhor renda aconteceu no jogo Portuguesa-RJ x Flamengo, pelo Campeonato Carioca, que teve saldo positivo de R$ 70.322,97 e 7.077 pagantes.

Fonte: ESPN.com.br