‘Estou adaptado ao grupo e ao estilo de jogo’, diz Lulinha sobre momento no Fogão

Compartilhe:

Lulinha chegou ao Botafogo sob desconfiança. O estigma de “eterna promessa” o persegue desde que saiu do Corinthians pela primeira vez, em 2009, quando foi emprestado ao Estoril, de Portugal. Porém, o início de Série B tem sido uma espécie de reviravolta ao jogador, que acredita estar recuperando o futebol da época de juvenil. Titular na última sexta contra o Mogi Mirim, o atacante marcou seu segundo gol pelo Alvinegro.

“A importância de todos do elenco para minha adaptação é muito boa. Conheci algumas pessoas, o René, a comissão técnica e isso facilitou muito a minha adaptação. Me sinto adaptado ao grupo e ao estilo de jogo, o que é muito importante”, afirmou.

O atual esquema utilizado por René Simões preza pelo uso de somente um homem de referência no ataque. Lulinha, que surgiu como centroavante, se vê obrigado a jogar deslocado pelo lado no Botafogo, já que Bill é o dono da camisa 9. Para o atacante, isso não é problema.

“Hoje nós trabalhamos só com um centroavante, que é o Bill, com homens pelos lados. Quando cheguei aqui eu trabalho tanto pelos lados, quanto por dentro, que também tenho facilidade para trabalhar”, disse.

Líder da Série B, o Botafogo volta a campo nesta terça-feira contra o Oeste, às 21h50, fora de casa, disposto a manter a invencibilidade na segundona brasileira.



Fonte: Super Rádio Tupi
Comentários