A vitória do Botafogo sobre o Corinthians por 2 a 1 na última segunda-feira, no Nilton Santos, espremeu a parte de cima da tabela e aproximou o Alvinegro carioca do G-4: agora são apenas três pontos de diferença para o Grêmio, quarto colocado. Além disso, na opinião do humorista Hélio de La Peña, torcedor do Glorioso, o triunfo sobre o líder do Brasileirão foi mais uma prova da eficiência do planejamento feito pelo técnico Jair Ventura e pelo próprio clube.

Segundo o ator, as perdas de jogadores importantes – sem reposição -, como Camilo, Montillo e Sassá, ao longo da temporada foram supridas pela qualidade do treinador.

– Eu fico muito impressionado com o planejamento do Botafogo e do Jair. Não foi um meio time qualquer que ele perdeu. Ele perdeu os jogadores nos quais a torcida depositava confiança: Camilo, Montillo, Sassá. Enfim, figuras fundamentais que o time perdeu e continuou funcionando. O Roger, que no início era criticado, virou o artilheiro. Aí perde o Roger e entra o Brenner, entra questionado e mantém a qualidade. Sustentando tudo isso, só com planejamento. O time joga de acordo com o que o técnico está falando. Ele realmente reclama de não ter peças de reposição de nível para manter uma garantia de bom desempenho. E ainda assim, estamos indo bem. Estamos satisfeitos – disse, em participação no “Seleção SporTV”.

Hélio de la Peña comenta vitória do Botafogo contra o Corinthians: “Posição mais favorável de atingir o G4”

Ao ser questionado sobre qual perda seria mais prejudicial para o elenco do Botafogo: o treinador Jair Ventura ou qualquer jogador. O humorista não titubeou.

– O Jair. Porque, como estava falando, perdemos vários jogadores e mantivemos o desempenho – afirmou.

O comentarista Raphael Rezende fez uma ressalva em relação ao planejamento do clube. Segundo ele, as questões financeiras e administrativas do Alvinegro carioca atrapalham o trabalho do técnico.

– Eu ainda acho que vale uma separação entre o que é o trabalho de campo e bola dele e o que é o trabalho do clube Botafogo. Eu acho que o Botafogo ainda não auxilia o Jair, até atrapalha. São as questões de Camilo e Montillo, a perda do Sassá, a perda de graça do Emerson Santos. Pela questão financeira, que não é desta direção, mas que talvez eles ainda não consigam administrar da melhor forma.

O Botafogo enfrentará o Atlético-MG no Independência, próximo domingo, dia 29, às 17h, confronto válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: SporTV.com