Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Série B

26/06/21 às 16:30 - Castelão

Escudo Sampaio Corrêa
Sampaio Corrêa
SAM

X

Escudo Botafogo
Botafogo
BOT

Série B

20/06/21 às 16:00 - Aflitos

Escudo Náutico
Náutico
NAU

3

X

1

Escudo Botafogo
Botafogo
BOT
Ler a crônica

Série B

17/06/21 às 19:00 - Do Café

Escudo Londrina
Londrina
LON

2

X

2

Escudo Botafogo
Botafogo
BOT
Ler a crônica

Feliz nos Emirados, Fellype Gabriel segue o Botafogo e pensa em voltar ao Brasil

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Destaque no Botafogo comandado por Oswaldo de Oliveira, o meia Fellype Gabriel manifestou o interesse de voltar ao futebol brasileiro. Hoje defendendo as cores do Al Sharjah, dos Emirados Árabes, ele se disse feliz e adaptado ao Oriente Médio, mas pensa em retornar ao Brasil quando seu contrato por lá se encerrar. Ele admite que ficou triste ao deixar o Botafogo no ano passado, mas a situação financeira pesou.

– Penso sim em voltar ao Brasil, mas tenho mais dois anos de contrato com o Al Sharjah e a tendência é cumprir. Depois disso, quero voltar e aí sim tentar buscar de novo meu espaço para ser convocado. Estando em um centro sem muita mídia é mais difícil, quase impossível de aparecer. Mas foi uma opção que fiz, e a situação econômica do Botafogo fez com que eu fosse negociado. Fiquei mexido porque tinha um grupo legal, que eu gostava muito, mas pensei financeiramente e seria bom para mim – disse ao Globoesporte.com.

Fellype mantém contato com os jogadores do Botafogo e segue acompanhando a trajetória do Glorioso.

– Falo com o Dória, o Sassá, mantenho o contato com os meninos. O próprio Jorge Wagner (que não chegou a atuar com ele no clube), mora perto de mim aqui no Rio de Janeiro e converso com ele. Fui muito feliz e tive um grande momento lá, e torço pelos meus amigos. Assisti aos jogos da Libertadores, e o time teve dificuldades de montar e entrosar a equipe após as saídas de algumas peças. Mas espero que a situação melhore após a parada para a Copa do Mundo – completou.

Notícias relacionadas
Comentários