A derrota do Botafogo no Independência poderia ter sido pior se não fosse Gatito Fernández. O goleiro do Glorioso fez uma defesa espetacular à queima-roupa em chute de Rafael Moura aos 38 minutos do segundo tempo, e o jogo terminou mesmo 1 a 0 para o Galo, pela Copa do Brasil.

– Fui com os olhos abertos, fui em cima dele para não dar espaço para chutar. Graças a Deus consegui tirar essa bola – celebrou Gatito, lamentando, porém, a derrota no primeiro jogo das quartas de final.

– Fico um pouco triste, fizemos um bom jogo, um bom segundo tempo, um primeiro tempo também, mas tínhamos de ter um pouco mais de tranquilidade na hora de definir as jogadas – diagnosticou.

Fonte: Redação FogãoNET