O Bahia foi o algoz do Botafogo na Copa Sul-Americana. E, no sábado, será o adversário do time carioca no Brasileirão, num confronto direto para abrir distância da zona de rebaixamento e começar a sonhar com o G6. Mas a rivalidade recente não deve afetar o clima do jogo, garante o lateral Gilson.

Para o jogador do Botafogo, a eliminação para o rival baiano já foi superada. “Lembramos, sim, daquele confronto. Fomos eliminados na Sul-Americana por eles, mas ganhamos a partida e fomos eliminados nas penalidades. Já faz parte do passado, superamos essa tristeza e o Brasileiro é outra competição. Sabemos da dificuldade e vamos buscar o resultado”, afirmou o jogador.

Nas oitavas de final da competição internacional, cada equipe venceu em casa pelo mesmo placar de 2 a 1. Nas cobranças de pênalti, o time baiano levou a melhor e despachou o time carioca fora de casa. “Já enfrentamos o Bahia algumas vezes esse ano, uma equipe muito competitiva. Já provou isso não só contra nós e temos essa semana para acertarmos os detalhes com o professor Zé Ricardo”, disse Gilson.

O lateral admitiu que o Botafogo encara a partida, válida pela 30ª rodada do Brasileirão, como um “jogo de seis pontos”. Isso porque a equipe carioca é o 12º colocado da tabela, com 35 pontos. Está exatamente uma posição acima do Bahia, e também com um ponto a mais. O primeiro time dentro da zona da degola é o Ceará, com 31.

“Estamos próximos da zona e vamos jogar em casa. Temos que procurar a vitória e podemos considerar como um jogo de seis pontos. Sabemos da dificuldade que vamos encontrar, mas vamos jogar diante do nosso torcedor e precisamos buscar a vitória. Sempre com muita concentração, o Bahia é uma equipe perigosa”, comentou Gilson.

FOCADO NO BOM RESULTADO

No fim de semana, o lateral espera mais uma vez mostrar serviço par manter a posição de titular, que ele recuperou justamente no empate com o Ceará, na segunda-feira. “Viajei sabendo que poderia ser titular, mas o Zé definiu isso na véspera da partida. Se minha atuação foi o suficiente ou não só o Zé Ricardo vai dizer, mas particularmente eu gostei. Foi um jogo complicado, a equipe do Ceará é forte. Acredito que realizei um jogo seguro e somamos um ponto.”

O Botafogo volta aos trabalhos na tarde desta quinta-feira, às 15h30, no Engenhão, onde o técnico Zé Ricardo deve encaminhar a equipe titular para o duelo contra o Bahia. Gilson tem boas chances de ser mantido na lateral esquerda.

Fonte: Futebol Interior