De novo o Rose Bowl. De novo um 0 a 0. A diferença é que na final da Copa do Mundo de 1994 a Seleção Brasileira deixou o jogo tetracampeã do mundo. Neste sábado, na estreia na Copa América Centenário, o Brasil também saiu no lucro, mas muito, muito longe de um espírito vencedor.

O lucro no empate com o Equador, em confronto pelo Grupo B, se deu pelo fato de o time de Dunga ter escapado da derrota graças a um equívoco de arbitragem que, se não tivesse ocorrido, mancharia não só o início da campanha, mas também a carreira do goleiro Alisson, que teve falha feia no lance.

Fonte: Lancenet! e Vine