Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

Grupo protocola projeto para sócios-torcedores votarem nas eleições do Botafogo; saiba valores

comentários

Compartilhe

Grupo protocola projeto para sócios-torcedores votarem nas eleições do Botafogo; saiba valores
Vitor Silva/Botafogo

Existe uma tentativa de tentar fazer as votações à presidência do Botafogo mais amplas, abraçando mais pessoas. Nesta quarta-feira, foi protocolado um documento encabeçado pela Chapa Verde, derrotada nas últimas eleições, realizadas em novembro do ano passado, solicitando que sócios-torcedores possam participar e ter direito a voto no próximo pleito do Alvinegro, em 2024.

O documento foi assinado pelos 25 conselheiros da Chapa Verde, incluindo Walmer Machado, candidato à presidência derrotado por Durcesio Mello, atual mandatário do Glorioso, nas últimas eleições.

Agora, o documento será encaminhado ao Conselho Deliberativo do Botafogo, que abrirá uma votação interna sobre o pedido da Chapa Verde. Vale ressaltar que Durcesio Mello, no dia da cerimônia de posse, em 4 de janeiro, afirmou que ter votos para sócios-torcedores é um desejo pessoal.

No documento, a Chapa Verde afirma que haverá duas modalidades de sócios: os que moram no Rio de Janeiro e aqueles que residem fora da Cidade Maravilhosa. O primeiro custará entre R$ 40 e R$ 50 e o segundo entre R$25 e R$ 32 – além de custos adicionais que podem ser escolhidos por cada pessoa, como, por exemplo, um pacote para poder ir aos jogos da temporada.

A Chapa Verde que o dinheiro arrecadado por meio dos sócios que terem interesse em votar será dividido para o investimento do clube: 20% para a subsistência do CT, 60% para a manutenção dos contratos de jogadores da base e contratação de atletas, 10% para marketing, publicidade e propaganda e outros 10% para reserva financeira.

Fonte: Terra

Comentários