Um fato curioso na vitória do Botafogo sobre o Madureira por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, foi a substituição de Sassá, já no fim do segundo tempo. O atacante, que estava em campo há apenas 20 minutos, deu lugar ao volante Fabiano, que entrou para segurar o ímpeto do Madureira, que àquela altura pressionava para empatar. Irritado ao ver a placa de substituição, o jovem abriu os braços ainda no gramado e mostrou insatisfação. Já no banco de reservas, ele foi acompanhado por Henrique, um dos heróis da noite.

O técnico Eduardo Hungaro explicou o motivo da alteração. Segudo o treinador, a mudança no panorama da partida foi preponderante para que Sassá fosse trocado pelo volante Fabiano.

– O que fiz não é agradável e talvez seja a pior parte do meu trabalho. Mas quando o Sassá entrou, a gente controlava o jogo e entendi que com dois homens na área (Yguinho também estava em campo), o terceiro gol era iminente. E numa bola que perdemos, eles acharam o gol e o Madureira veio para cima. Na frente dos nossos volantes tinha um espaço. Precisava preencher esse espaço e o Sassá não tem essa característica.

Duda também acredita que a insatisfação de Sassá será contornada facilmente:

– Sassá é tranquilo, conheço ele bem e as qualidades dele. É uma situação facilmente contornável. Entendo a tristeza dele, que deu muita vitória para mim quando treinava a equipe de juniores. O Sassá vai nos ajudar muito durante a temporada.

Fonte: Lancenet!