O Flamengo dominou a edição carioca do “Globo Esporte”, da TV Globo, na tarde desta quinta-feira. O campeão da Copa do Brasil foi assunto dominante e só não foi páreo para Nilton Santos. A reportagem sobre a morte do ídolo da seleção brasileira e do Botafogo “salvou” o programa global de ser 100% do clube rubro-negro. O apresentador Alex Escobar recebeu integrantes do elenco e, com muitos elogios, exaltou a conquista do Flamengo após vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-PR, no Maracanã.

Samir, Amaral, Luiz Antônio, Nixon, João Paulo, Cesar, Leo Moura, Hernane, Wallace, Paulo Victor foram os convidados especiais do Globo Esporte. O destaque foi o capitão rubro-negro, que foi ao ar com óculos cheio de estilo e arrancou risadas dos companheiros.

O lateral direito ironizou a tentativa dos rivais em secar o Flamengo na final. “Mais de 80% do Rio de Janeiro está feliz e torcendo pela gente. Para os demais, digo para que guardem os secadores, porque dessa vez não deu certo”, disse o camisa 2 rubro-negro.

Principal nome do Flamengo na Copa do Brasil, Hernane aproveitou para relembrar os tempos difíceis na Gávea. “Não imaginei aquele momento. Estava brigando com Neymar pela artilharia [relembrou passagem pelo interior de São Paulo]. Sabia que ia ser difícil [jogar no Flamengo], mas queria fazer história neste clube. E graças a Deus e meus companheiros, estou conseguindo”, disse o atacante, que falou ainda sobre o interesse do Avaí, negócio que não se concretizou.

O primeiro bloco terminou com o único momento em que o “Globo Esporte” falou sobre de algo que não fosse rubro-negro. Com reportagem especial e com direito a declarações antigas de Nilton Santos, o programa homenageou o ex-jogador, que morreu aos 88 anos vítima de uma infecção pulmonar.

“O bom é as pessoas lembrarem da gente com saudade. Isso me envaidece”, disse o ídolo botafoguense.

Os dois blocos seguintes foram todos do Flamengo. Sorrisos dos jogadores e declarações a respeito da importância dos torcedores dominaram o programa. O técnico Jayme de Almeida também foi alvo de elogios em meio a lembrança da saída conturbada de Mano Menezes do clube.

Fonte: UOL