Ídolos que ajudaram a escrever a história vencedora da Estrela Solitária acompanharam impotentes à nova mancha na camisa alvinegra, confirmada após a derrota para o Santos, no último domingo. Até quem não está mais neste plano deve ter sofrido com o vexame deste ano.

– Lá do céu, tenho certeza de que Garrincha, Nilton Santos e Didi estão indignados e muito aborrecidos com quem fez o Botafogo a cair nessa tragédia – afirmou Amarildo, ex-companheiro dos craques e um dos maiores nomes do clube.

A raiva não cabe apenas aos que já foram. O Possesso também não aceita ver a trajetória do clube do coração desrespeitada como agora:

– Não estou acostumado com isso. No meu tempo, lutávamos por títulos. É duro de engolir esse retrocesso.

Nem mesmo durante os 21 anos em que ficou sem conquistar títulos o Botafogo amargou uma queda. Maurício foi o autor do gol que tirou o clube da fila, na decisão do Carioca de 89. Ídolo e torcedor, não conseguiu segurar as lágrimas após a queda.

– Estou abalado. Chorei depois do jogo, sou botafoguense mesmo. Não sei o que aconteceu com o Maurício Assumpção, que estragou tudo – disse o ex-atacante.

Colocar a culpa da queda na conta do ex-presidente alvinegro não foi exclusividade de Maurício. Astros na maior conquista alvinegra, o título brasileiro de 1995, Gonçalves e Túlio também foram taxativos quanto à responsabilidade do ex-mandachuva para o desastre.

– O ex-presidente é o grande responsável por essa queda. Infelizmente, era algo que já esperávamos. Ele fez tudo de errado que um presidente poderia fazer para rebaixar o Botafogo – cravou o Maravilha.

Já o ex-zagueiro lembrou que o momento é de união entre os alvinegros. Ele mesmo garantiu estar pronto para ajudar o clube para se reerguer, caso seja convidado.

– Elaborei um projeto de gestão do departamento de futebol e me apresentei ao presidente para ajudar. Todos têm de colaborar. Precisamos nos reestruturar o quanto antes – alertou.

Fonte: Extra Online