Se o empresário Martín Guastadisegno criticou a postura do Botafogo no caso Andrés Ríos, que foi para o Vasco, o intermediário brasileiro André Cury elogiou o Glorioso na negociação do chileno Léo Valencia, que também estava na mira do Cruz-Maltino.

Valencia havia sido oferecido ao Vasco no início do ano por pelo menos quatro pessoas diferentes, dizendo representar os agentes Fernando Felicevich e Edison Pereira, mas o clube só fez proposta mesmo mais recentemente. Representante de Felicevich no Brasil, André Cury entrou na jogada, negociou com o Botafogo e fechou negócio.

– Eu e Felicevich temos uma parceria de anos. É um amigo pessoal. Ele (Eurico Brandão, vice de futebol do Vasco) escolheu o caminho dele. Foram avisados 30 vezes. O Vasco faltou ao respeito comigo. Tenho o direito de levar o jogador com quem trabalho para onde eu quiser. No momento, acho o Botafogo melhor que o Vasco em todos os sentidos – explicou Cury.

Segundo Cury, o Vasco tentou envolver outros intermediários – no caso, Marcos Leite e José Renato. De acordo com o Globoesporte.com, o Cruz-Maltino ainda foi procurado para cobrir a oferta do rival – cerca do dobro em salários -, mas recusou. Filho de Eurico Miranda, Eurico Brandão, o Euriquinho, criticou a postura dos envolvidos na negociação por Leo Valencia.

– O Vasco se recusa a pagar 75% do valor do primeiro ano em forma de comissionamento, pois acha que isso é um roubo. O Vasco se recusa a comprar direito econômico de agente. Isso não é permitido pela Fifa – disse Euriquinho.

Marcos Leite, que intermediou as conversas entre Vasco e Fernando Felicevich pelo meia chileno, acusou Cury de fazer leilão com o Botafogo.

– Tanto eu quanto a diretoria do Vasco agimos de maneira correta mas, infelizmente, no futebol existem pessoas como Fernando Felicevich, que não cumpre sua palavra e trabalha de forma desonesta. Ele disse que a proposta estava OK e que não teria nenhum tipo de problema, que o jogador se apresentaria ao Vasco depois da Copa das Confederações, mas não cumpriu sua palavra. Pior. Pegou a proposta e enviou ao empresário André Cury para fazer leilão com o Botafogo – afirmou Leite.

Fonte: Globoesporte.com