O goleiro Jefferson foi outro que citou a pressão do Figueira nos minutos oficiais com o fundamental para o resultado. Para tentar sair da parte de baixo da tabela, o capitão botafoguense pediu reação nas próximas partidas dentro de casa.

“Nós sabíamos que o Figueirense ia entrar assim no jogo. Fizeram dez minutos de abafa, conseguiram o gol e depois se retrancaram. Como todo o respeito ao Chapecoense, temos que matar o jogo em casa. Esperamos que a torcida compareça. Vamos precisar”, disse Jefferson.

No próximo sábado, o Botafogo recebe a Chapecoense, às 18h30, no Maracanã. Na rodada seguinte, o time carioca atua novamente no Rio de Janeiro, diante do Santos, no dia 31 de agosto.

Fonte: Gazeta Esportiva