Jogo grande. O tipo de confronto que o Botafogo se acostumou a disputar ao longo desta temporada. Com bom retrospecto na maioria dos embate, o Glorioso tem, no próximo domingo, outro duelo deste porte pela frente. O adversário da vez é o Atlético-MG, que briga para se aproximar da zona de classificação para a Libertadores. Contra a equipe mineira, o Alvinegro sabe o que precisa fazer para alcançar o êxito: jogar com inteligência e manter a concentração durante os 90 minutos.

O meia João Paulo, um dos responsáveis pelo equilíbrio da equipe, acredita que o time deve prezar por sua organização, uma vez que o rival também se caracteriza por possuir a parte coletiva forte. Para somar os três pontos, os detalhes são fundamentais e podem decidir a partida a qualquer momento. Sendo assim, o jogador pediu atenção o tempo todo para aproveitar as oportunidades que surgirem.

– É um jogo difícil. Tem que ter atenção, não pode desconcentrar um minuto. Sabemos o que queremos e o que precisamos fazer. Importante estar organizado e ser efetivo nas conclusões – disse.

A campanha recente do adversário, que vem em uma crescente dentro da competição, não assusta o elenco alvinegro. Pelo contrário. Motiva ainda mais. Afinal, um vitória diante um grande adversário serve para elevar ainda mais a moral da equipe e aumentar a confiança para essa reta final.

– Nosso time gosta de jogo assim. Um resultado positivo vai trazer uma tranquilidade maior e ajudar muito para a sequência, sobretudo pelo nosso objetivo, que é conquistar uma vaga para a Libertadores – encerrou.

Fonte: Site oficial do Botafogo