Ex-treinador do Vasco, Joel Santana, já admitiu publicamente que gostaria de acertar com o Botafogo para a disputa da Série B em 2015. Em entrevista ao Sportv, o treinador afirmou que não tem nenhuma ação contra o clube carioca, que comandou pela última vez nos anos de 2010 e 2011.

“Eu fui cobrado pela Receita Federal, porque eu havia recebido uma certa quantia do Botafogo em salários. E a Receita Federal, claro, me cobrou os impostos devidos. Eu fui falar com os meus advogados: “Estão me cobrando isso. Mas por quê? Eu não recebi”. Como eu vou cobrar imposto de uma coisa que eu não recebi? Então comunicamos que eu não recebi, não tinha que cobrar de mim. O que a Receita fez? Foi cobrar onde teria que ser cobrado. Aí, deu esse negócio de Maracanã. “Não joga, porque o Joel entrou com uma ação”. Eu não entrei com nada. Eles têm que me pagar, para eu dar para o Leão comer. Não deram para o Leão comer, ele foi logo para a minha porta”, afirmou.

Segundo o técnico, a informação de que estaria processando o Botafogo pode ter prejudicado o acerto entre ambas as partes.

“Eu sou uma pessoa muito conhecida. Amanhã, vão me chamar de caloteiro. Já me chamam de tanta coisa que eu não sou. E uma coisa tão séria como essa. Falaram que o Botafogo pensou em mim, mas desistiu por causa dessa ação. Então, quero dizer para a torcida do Botafogo que eu não entrei com ação contra o Botafogo”, concluiu.

Fonte: O Dia Online