– O assessor (de imprensa) me deu bastante apoio. Dei uma treinadinha um pouco antes – iniciou Jonathan em sua primeira entrevista coletiva como atleta do Botafogo, nesta terça-feira.

Ainda tímido e econômico nas palavras, Jonathan, antes do treino no Estádio Nilton Santos, projetou os próximos passos e não quis revelar se, com Gilson novamente à disposição, será mantido entre os titulares.

– Fico feliz pela oportunidade que o Botafogo me dá, feliz por representar esse escudo. Vemos de jogos sem resultado positivo, mas temos mais uma batalha na quinta. Já tinha feito alguns jogos pelo Nova Iguaçu, fui tranquilo (sobre a estreia, contra o Flamengo). Zé e jogadores me passaram confiança, fui para o jogo com a cabeça boa. Vamos seguir trabalhando firme – falou o garoto.

Com a suspensão de Gilson, Zé Ricardo deu a oportunidade a Jonathan, já elogiado por Rodrigo Pimpão em recente entrevista exclusiva ao LANCE!. O lateral-esquerdo, no entanto, sofreu com cãibras e deu lugar a outro jovem oriundo da base alvinegra: Lucas Barros, que, no clássico do último fim de semana, entrou na casa dos 15 minutos do segundo tempo e também foi bem.

Além disso, Jonathan comentou a respeito de sua inspiração na posição. E, por fim, demonstrou personalidade ao falar em cima da possibilidade de um lateral-esquerdo – Marcelo Hermes, do Cruzeiro, é cogitado.

– (Minha inspiração é) O Alaba (do Bayern de Munique), jogador bem agressivo. Tenho que investir no ataque e na defesa também – disse o atleta de 20 anos.

– Botafogo pode contratar, mas eu vou continuar trabalhando para dar meu melhor – finalizou.

Com a possibilidade de Jonathan voltar a ser titular, o Botafogo volta a campo nesta quinta-feira, quando recebe o Resende, às 20h (de Brasília), no Niltão. Neste momento, o Glorioso soma apenas um ponto no Grupo C, e as chances de classificação às semifinais da Taça Guanabara são remotas.

Fonte: Terra