Será uma injustiça considerar injusta a vitória do São Paulo sobre o Botafogo por 1 a 0, em Volta Redonda, gol do garoto Lucas Fernandes, na metade do primeiro tempo, diante de apenas 3.660 pagantes.

Porque o São Paulo não tem culpa de o goleiro Helton Leite ter falhado na cobrança de falta do menino.

Nem de o Botafogo não ter um finalizador que transforme em gols a superioridade que o rival revelou em campo contra seus reservas.

Injusta sim foi a anulação do segundo gol são-paulino,  Centurión, aos 49 do segundo tempo, por impedimento inexistente.

A exemplo do Galo, mas fora de casa, o São Paulo obteve ótimo resultado, embora praticamente não tenha atacado o Glorioso que ou arruma um goleador ou volta para Série B.

Fonte: Blog do Juca Kfouri - UOL