Mais personalidades do mundo da bola vão ter de explicar à polícia suas relações com o argelino Mohamadou Lamine Fofana, apontado como líder de uma quadrilha internacional de cambistas. Numa foto obtida pelo Jogo Extra, Jairzinho, que estava no grupo da seleção tricampeã em 70, e Carlos Roberto, seu companheiro de Botafogo, aparecem lado a lado com o cambista, que tem ingressos da Copa do Mundo nas mãos.

A imagem foi feita por agentes da 18ª DP infiltrados numa festa que Fofana deu no último dia 25, numa cobertura na Lagoa. Segundo o delegado Fábio Barucke, titular da 18ª, na ocasião Fofana distribuiu ingressos entre os convidados. Na foto, Carlos Roberto segura ingressos passados pelo argelino. Já Jairzinho aparece em primeiro plano.

Procurado pelo Jogo Extra, o Furacão afirmou que não sabia de festa alguma.

— Não sei nem do que você está falando. Você está simulando aí algo que não sei o que é. Que festa é essa? — disse.

Carlos Roberto, o quarto jogador que mais vezes vestiu a camisa do Botafogo, em 442 jogos, não foi encontrado. Os dois vão ser intimados a depor na 18ª DP, assim como Dunga, que foi flagrado por policiais numa roda de conversa com Fofana no Hotel Sheraton, em São Conrado. De acordo com os agentes, que monitoraram os passos de Fofana por três meses, nesses encontros o empresário fazia contatos para adquirir entradas VIPs de cortesia, que ele revendia.

 

Dunga, ao centro, com Fofana, último à direita, de lado, no saguão do Sheraton
Dunga, ao centro, com Fofana, último à direita, de lado, no saguão do Sheraton Foto: Divulgação

— Queremos saber qual a relação dos jogadores com o Fofana. A princípio, Dunga figura como testemunha, mas, se ficar comprovado que, nesses encontros, ele cedia ingressos para o argelino revender, ele será indiciado — afirmou o delegado titular da 18ª DP, Fábio Barucke.

Nesta sexta-feira, a Fifa foi informada pela Polícia Civil que 59 dos ingressos apreendidos com uma rede de cambistas, chefiada pelo argelino Lamine Fofana, estão em nomes de duas das 30 agências credenciadas pela Match, empresa que lidera a venda de pacotes de hospitalidade e camarotes da Copa do Mundo 2014.

A Pamodzi Sports Marketing Nigeria Limited, credenciada para a venda na Nigéria, e a Jet Set Sports, fornecedor exclusivo para a Rússia, a Suécia e a Noruega, têm seus nomes gravados nos ingressos apreendidos e já foram chamadas a dar explicações. Há também bilhetes de hospitalidade em nome da Relliance, da Índia, e da Atlanta Limited, dos Estados Unidos, que são sublicenciadas para a venda de pacotes de hospitalidade e de ingressos. A Atlanta seria de propriedade de Lamine Fofana.

Fonte: Extra Online