No início deste Campeonato Brasileiro, os maiores destaques da competição eram jogadores veteranos. Mesclando experiência e qualidade técnica, nomes como Seedorf, no Botafogo, Alex, no Coritiba, ou Zé Roberto, no Grêmio, foram protagonistas da primeira metade do torneio. No entanto, o acúmulo de jogos do calendário começou a cobrar seu preço e a derrocada desses mesmos atletas é evidente.

Botafogo e Coritiba são casos mais emblemáticos. Liderados por Seedorf e Alex, respectivamente, as equipes entraram em um declínio acentuado e despencaram na tabela. O time carioca esteve durante quase toda a competição brigando com o líder Cruzeiro. Nas últimas rodadas, contudo, começou a cair e está na quarta posição. Neste sábado, foi derrotado pelo Grêmio no Rio de janeiro, com direito a vaias da torcida para Seedorf.

O treinador Muricy Ramalho, que comanda um dos veteranos do torneio, o goleiro Rogério Ceni, alertou para o fato após o triunfo do São Paulo diante do Vitória. “Falava-se muito de jogadores mais experientes e o Campeonato Brasileiro está fazendo de tudo para acabar com esses jogadores. É um absurdo. Fora a pressão, que precisa ganhar, os jogadores ficam no limite físico e mental”, analisou.

Zé Roberto, antes considerado peça fundamental no Grêmio, perdeu espaço e atualmente é reserva na equipe de Renato Gaúcho. O time, no entanto, vai bem e é vice-líder. No rival gaúcho, o atacante Forlan, também já na casa dos 30, perdeu espaço na equipe e tem frequentado o banco de reservas do time colorado, que segue oscilando no torneio e está na sétima posição.

No Santos, o lateral esquerdo Léo, ídolo da torcida, também já não é titular. Mais do que isso, ele até está se adaptando a jogar como meia, justamente por conta do desgaste de sua posição original.

O Coritiba, que chegou a liderar o campeonato, hoje está na 15ª colocação e flerta com o rebaixamento. Neste domingo, a equipe foi derrotada por 2 a 1 pelo Atlético-PR. Alex, lesionado, foi vetado pelo departamento médico e não jogou. E é justamente do rival paranaense que vem a exceção que confirma a regra.

O veterano Paulo Baier comanda a excelente campanha do Atlético-PR, que está na terceira colocação na tabela. Neste domingo, ele marcou duas vezes no clássico com o Coritiba. Só no Campeonato Brasileiro de 2013, Baier já tem sete gols. É o vice-artilheiro do time, atrás apenas do atacante Ederson, que tem 15.

Justamente por conta do calendário apertado e para preservar os profissionais, os jogadores criaram um movimento para negociar uma mudança com a CBF. Também não por acaso, o meia Alex é um dos idealizadores do manifesto.

“Queremos agregar valores para o futebol, até para a televisão. A TV vende um produto ruim. O Seedorf descansado vai ser o atleta que todos conhecemos. O Juninho voltou para o Vasco e descansado vai mostrar o futebol que o consagrou. Esse produto vai ser muito mais valorizado. Não queremos bater com ninguém, queremos agregar para que o futebol seja melhor”, comentou o atleta durante sua participação no programa “Bola da Vez”, da ESPN Brasil.

Fonte: UOL