O Botafogo vai reivindicar na Fifa o reconhecimento do tricampeonato mundial, conquistado no Torneio de Caracas, em 1967, 1968 e 1970. O critério é, sobretudo, técnico. O ex-presidente Carlos Augusto Montenegro afirmou em entrevista ao Canal do Nicola que a competição era mais relevante e difícil que a Copa Toyota, torneio intercontinental conquistado por clubes brasileiros como Santos, Flamengo, Grêmio e São Paulo.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

– O que o Botafogo discute, a Fifa não apoiou de início, mas os botafoguenses vão insistir, para que fique pelo menos marcado no coração. Ganhamos campeonatos muito mais importantes que a Copa Toyota em 67, 68 e 70. Eram jogos contra Benfica, Milan, Real Madrid, Barcelona, Boca Juniors etc. Os quadrangulares eram desse nível, às vezes com o Botafogo, o Santos ou os dois. Esses títulos poderiam ser também reconhecidos, não eram Copa Toyota, eram outro nome, mas tinham importância enorme. Não tiro o valor da Copa Toyota, esse modelo é válido, mas gostaria que reconhecessem a importância daqueles títulos e o nível do jogadores. Era muito mais difícil. O botafoguense tem que valorizar esses títulos. Se a Fifa não quiser reconhecer, o mundo do futebol reconhece a importância do Botafogo e a do Santos – destacou Montenegro.

O clube ainda não fez o pedido formal de reconhecimento dos mundiais à Fifa.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do Jorge Nicola