Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC

ABC

X

Escudo Botafogo

BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda

VRE

X

Escudo Botafogo

BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo

BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa

POR

Motivados pela Copa BR, Atlético e Botafogo querem terminar turno com vitória

comentários

Compartilhe

Embalados pela classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, quando eliminaram Palmeiras e Ceará, respectivamente, Atlético-MG e Botafogo se enfrentam, neste domingo, às 16h, no Independência, para fechar o turno do Brasileirão com triunfo. O alvinegro mineiro busca a vitória para continuar na briga por vaga no G4, enquanto o carioca tenta os três pontos, fora de casa, para ficar em posição mais confortável em relação à zona de rebaixamento.

As conquistas do meio de semana aumentam a confiança dos dois times em fazer um bom jogo no Independência, que, os atleticanos esperam funcione mais uma vez como um ‘caldeirão’, a exemplo da última quinta-feira, na vitória sobre o Palmeiras, por 2 a 0. Já o Botafogo chega motivado ao Horto, para tentar surpreender o adversário que é muito forte em casa, tentando repetir feito heroico obtido na última quarta-feira, quando derrotou o Ceará, por 4 a 3, nos acréscimos da partida.

O Atlético-MG não perde há quatro jogos. Além dos dois triunfos diante de Palmeiras (1 a 0 em São Paulo e 2 a 0 em Belo Horizonte), o time de Levir Culpi venceu o Internacional, por 1 a 0, e empatou sem gols contra o Coritiba, em duas partidas pelo Brasileirão. Da mesma forma que fez diante do time palmeirense, a equipe atleticana terá de superar muitos desfalques. Neste domingo, serão 14 ausências.

O momento de crescimento do alvinegro mineiro acontece junto com o acerto defensivo atleticano. Para segurar o desfalcado ataque do Botafogo, que não deverá contar com Emerson Sheik, apesar de o STJD ter reduzido de três para dois jogos a sua suspensão, e o jovem Daniel, machucado, Levir aposta na invencibilidade de quatro jogos da sua defesa sem sofrer gols.

Fora de campo, a situação também apresenta melhoras para o Atlético-MG. A diretoria atleticana pagou, na sexta-feira, dois meses de salários atrasados e direitos de imagem aos jogadores. Agora, o clube deve apenas o mês de agosto, que será quitado na segunda-feira.

“O momento é bom, o Levir usou todo o grupo, todos corresponderam, isso valoriza os jogadores. Tentar fechar o turno com vitória. Os três pontos pode deixar a gente mais perto. Com respeito a eles (Botafogo) vamos jogar com intensidade e entrar para vencer”, disse Marcos Rocha, referindo-se ao momento de crescimento do Atlético.

O acerto financeiro servirá também como motivação em campo para os atletas, que convivem desde o final do ano com atrasos salariais e de premiação. Outro ponto a favor do Atlético será a sua torcida, que, com a promoção de ingressos feito pela diretoria, vem comparecendo em maior número no Independência e tem reeditado o caldeirão do Horto, sempre decisivo.

Por outro lado, a preocupação do técnico Levir Culpi será com o excesso de desfalques. O comandante perdeu 14 jogadores para a partida deste domingo e terá dificuldades em formar até mesmo o banco de reservas do clube. O técnico terá apenas cinco opções para a linha entre os reservas e dois goleiros na reserva.

Levir perdeu por suspensão Alex Silva, Jemerson, Leandro Donizete e André. Josué, Maicosuel, Marion, Pierre, Pedro Botelho e Emerson sofreram lesões e se juntam ao departamento médico a Réver e Lucas Cândido, além de Diego Tardelli e Douglas Santos, que estão servindo às seleções brasileira principal e pré-olímpica, respectivamente.

A atenção no Atlético é para o momento de alta do Botafogo. A equipe ainda luta contra o rebaixamento, está na 13ª colocação com 22 pontos, cinco a mais que o Criciúma, primeiro time dentro da zona de degola, mas vem de classificação heroica na Copa do Brasil, diante do Ceará, quando venceu por 4 a 3, no Castelão, com dois gols marcados nos acréscimos.

Dos últimos quatro jogos que fez pelo Brasileirão, a equipe de Vagner Mancini conquistou três vitórias, sobre Fluminense, Chapecoense e Santos, estas últimas duas em sequência e foi derrotado apenas pelo Figueirense, fora de casa, comprovando a reação no Brasileirão, onde já esteve na zona de rebaixamento.

Porém, para o duelo diante do Atlético, o treinador botafoguense terá de superar problemas em relação a desfalques. O comandante perdeu Emerson Sheik e Daniel, lesionados, Edilson suspenso pelo terceiro amarelo. Sem lateral direito de ofício, o zagueiro Dankler será improvisado no setor. No ataque, as novidades serão Tanque Ferreyra e Rogério. Jefferson segue com a seleção brasileira e Andrey terá nova oportunidade no gol.

ATLÉTICO-MG X BOTAFOGO

Data: 7/9/2014 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Vicente Romano Neto (SP)

Atlético-MG
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Edcarlos e Emerson Conceição; Rafael Carioca, Claudinei (Eduardo), Luan e Datolo; Carlos (Guilherme) e Jô
Técnico: Levir Culpi

Botafogo
Andrey; Dankler, Bolívar, André Bahia e Júnior César; Gabriel, Bolatti, Ramirez e Rogério; Wallyson e Tanque Ferreyra
Técnico: Vagner Mancini

Comentários