A bola teima em não entrar. O problema é recorrente: o Botafogo sofre para fazer gol em 2016. O elenco tem trabalhado intensamente para resolver a questão. O aspecto coletivo é valorizado para atenuar a falta de bola na rede.

“Infelizmente a bola não vem entrando, mas os atacantes ajudam na defesa, os defensores também ajudam no ataque, nosso jogo está sendo trabalhado coletivamente”, analisou o atacante Neilton, nesta terça-feira.

Uma lesão no começo da temporada atrapalhou os planos de Neilton. Ele perdeu espaço no time e foi para o banco de reservas. O atacante foi titular nos dois jogos do Brasileiro, mas ainda não se vê como dono de uma vaga na equipe.

“Eu tenho de conquistar meu espaço a cada jogo e treinamento. Tem outros jogadores que também estão preparados. Tenho de ir bem em cada jogo para me garantir na titularidade”, declarou.

O técnico Ricardo Gomes não deu pistas, nesta terça-feira, do time titular para o jogo contra o Atlético-PR, nesta quarta, às 19h30, em Juiz de Fora. Neilton projeta o duelo.

“Mesmo caso contra o Sport lá. Dois times que não tinham vencido. Contra o Atlético-PR não vai ser diferente, eles vão vir com tudo e nós também. Vamos procurar fazer os gols nas oportunidades que tivermos”, encerrou Neilton.

Fonte: O Dia Online