Oswaldo não vê fator facilitador em divisão de atenção do Atlético Paranaense

Compartilhe:

O Atlético-PR é o vice-líder do Campeonato Brasileiro e ainda não garantiu um lugar entre os quatro primeiros colocados, faltando quatro rodadas para o fim da competição. Ao mesmo tempo, tem pela frente a final da Copa do Brasil contra o Flamengo e, se for campeão, assegurará a vaga na Taça Libertadores do ano que vem.

Para o Botafogo, que também briga por uma vaga na Libertadores e terá o Atlético-PR como adversário neste sábado, no Maracanã, isso não muda o espírito para o confronto. Segundo o técnico Oswaldo de Oliveira não haverá facilidade por isso.

– Não vejo nenhum fator facilitador. Pelo contrário. Eles pouparam cinco ou seis jogadores na quarta-feira e nós jogamos completos contra a Portuguesa. Com segurança, posso dizer que o Atlético-PR é um dos melhores times do Campeonato Brasileiro, pela posição que ocupa e a evolução que teve na Copa do Brasil. Será uma tarefa muito dura – disse Oswaldo.

Contra o Atlético-PR, o Botafogo acabou não tendo tempo para trabalhar, já que voltou a disputar um jogo no meio da semana. Antes disso, no entanto, ao contrário do adversário, teve duas semanas livres. Mesmo assim, acabou engrenando uma série de três jogos sem vitória.

Para Oswaldo, a mudança não acontece de uma hora para outra. Depois de enfrentar o Atlético-PR, o Botafogo disputará os últimos três jogos do Brasileiro sempre com a semana livre para trabalhar. Nesse período, o treinador confia em uma evolução.

– Isso não é automático. Não é uma peça de automóvel. São muitos jogadores, e foi ótimo ter esse período. Melhoramos. Contra o Internacional, nem tanto, mas contra a Portuguesa já fomos mais organizados em função do treinamento. Essa semana, não tivemos tempo, mas depois teremos e vai melhorar – afirmou o treinador.

O Botafogo está na quinta colocação no Campeonato Brasileiro, com 54 pontos, quatro a menos do que o Atlético-PR, vice-líder da competição.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários