O Botafogo tirou um peso dos ombros após vencer a Chapecoense por 1 a 0, no Nilton Santos, nesta quinta-feira. O Alvinegro ainda não tinha vencido após a pausa para a Copa do Mundo, e estava pressionado por recentes protestos da torcida. Em entrevista coletiva, o técnico Marcos Paquetá comentou a importância da vitória.

“A gente precisava desse resultado, os jogadores estão cientes, tanto que ninguém comemorou depois do jogo. Não fizemos o jogo que a gente queria, poderia ter sido melhor. O nervosismo e a tensão de querer ganhar talvez tenham atrapalhado”, afirmou.

O treinador também comentou que imaginava que a equipe ficaria mais tranquila após abrir o placar, mas não viu isso se refletindo no gramado. Para o comandante, o Alvinegro apresentou melhoras após as seguidas derrotas, mas ainda pode evoluir mais.

“A necessidade de vencer, depois do gol pensamos que teríamos tranquilidade, mas não aconteceu. Continuamos nervosos, mas seguramos. Tivemos pouco a bola, mas finalizamos mais. Algumas coisas estão evoluindo, outras não, sabemos que temos que melhorar.”.

Sobre as críticas da torcida, Paquetá entende as reclamações como algo “normal”, e pediu a presença do torcedor nos próximos jogos.

“É normal torcedor se irritar, mas na hora que faz bem tem que aplaudir. Tem que entender que temos dificuldades, pode vir xingar, reclamar, mas venham aqui. Não adianta ficar de casa reclamando (…) Jogador tem que estar pronto para isso. Não tem escolha, hoje tem internet, redes sociais. É focar no trabalho. Torcedor tem que vir apoiar o tempo todo, independentemente da situação. Não está gostando? Pode criticar, mas empurra o time. A gente pede que apoie, lute”, afirma.

Com a vitória, o Botafogo chegou aos 20 pontos e subiu para a décima posição do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro volta a campo no domingo, quando enfrenta o Internacional, no Beira-Rio, às 16h.

Fonte: O Dia Online