Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Pedro Raul revela metas de título, levar Botafogo à Libertadores e vestir a camisa da Seleção

0 comentários

Compartilhe

Pedro Raul em Caxias x Botafogo | Copa do Brasil 2020
Vítor Silva/Botafogo

Uma das principais surpresas positivas em 2020 para o Botafogo, o atacante Pedro Raúl participou de uma live na noite da última terça-feira (31) nas redes sociais do clube e falou abertamente do momento com a camisa alvinegra e das metas traçadas para o restante da temporada e também em 2021, quando termina seu contrato. Inicialmente, ele traçou uma meta coletiva no Glorioso.

“Sonho a curto prazo é ser campeão no Botafogo e conseguir levar o clube à Libertadores. A longo prazo é chegar na seleção, que é o ápice da carreira de um jogador. É uma coisa que a gente pode sonhar sim, ainda mais vestindo essa camisa.” – disse

Como meta pessoal, ele pretende alcançar ou chegar perto de Loco Abreu, ídolo recente, que atuou pelo clube entre os anos de 2010 e 2012, atuando por 105 e marcando 62 gols.

“Quero tentar alcançar o Loco Abreu. Vejo que é uma referência na história do clube. Tem o Túlio também. Estamos falando de duas referências no futebol na posição. Espero alcançar ou chegar um pouco perto deles, que já está bom.” – completou.

Pedro Raúl também revelou que já está recuperado da lesão na coxa, que o atrapalhou desde o começo da temporada. Ele vem seguindo à risca a cartilha de exercícios passados pela preparação física e revelou a tristeza com a paralisação dos campeonatos, justamente quando o time estava entendendo o trabalho do técnico Paulo Autuori.

“A gente estava pegando, mas veio essa parada que foi triste para todos. Mas a gente estava conhecendo o trabalho do Paulo, se ambientando. Estava todo mundo empenhado em aprender com ele. Tudo que a gente conseguir tirar dele deve ser bom para a nossa carreira porque é um cara que já conquistou todos os títulos possíveis.” – revelou.

Apesar de ser uma das referências da equipe, o atacante tem apenas 23 anos e ainda se surpreende com Honda, que, segundo ele, tem muita disciplina e comprometimento.

“Ele é um cara muito profissional. A gente sempre vê ele chegando uma hora e meia, duas horas antes do treino. Depois do treino ele faz vários procedimentos de recuperação. Dentro de campo a gente vê que ele é muito concentrado. Quando a gente tem uma referência técnica como ele é, a gente tenta buscar ao máximo.” – contou.

Natural do Rio Grande do Sul, ele viajou para sua cidade Natal para passar a quarentena ao lado da família.

Fonte: Rádio Tupi

Comentários