Representantes de Botafogo e Cruzeiro já iniciaram conversas a fim de buscar uma solução para o futuro de Sassá. O atacante de 23 anos está na mira dos mineiros, mas as tratativas ainda são incipientes.

O Alvinegro aceita liberar o jogador em definitivo desde que haja uma compensação – o clube não fala em valores, mas aceita uma quantia em dinheiro ou a troca definitiva por algum atleta do elenco cruzeirense.

Com contrato até dezembro de 2017, o atleta foi afastado do elenco comandado por Jair Ventura devido aos problemas extracampo às vésperas da estreia no Campeonato Brasileiro.

Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo, confirma a procura do Cruzeiro para tratar sobre o jogador, mas não descarta a permanência do jogador no Rio de Janeiro:

“Não queremos prejudicar a carreira do Sassá, mas ele é jogador do Botafogo. Se se dedicar nos treinamentos pode voltar a ser utilizado, claro. Mas alguns times tem feitos sondagens. Representantes do Cruzeiro entraram em contato, mas é algo bem embrionário ainda”, disse o mandatário ao UOL Esporte.

Pelo lado do Cruzeiro, a ideia é gastar o mínimo possível. O clube, inclusive, não descarta uma nova troca no mercado de transferências – política que adotou nas recentes contratações de Robinho, Hudson e Rafael Marques. Questionado sobre o assunto, o presidente Gilvan de Pinho Tavares evitou dar detalhes:

“Com relação ao Sassá, já houve um início de conversa com o Botafogo. Há possibilidade de a gente fazer negociação, mas está ainda em andamento, não tem nada decidido”, disse na tarde desta terça-feira (23).

Fonte: UOL