A permanência de Ricardo Gomes foi o principal assunto desta segunda-feira em General Severiano. Mas, houve, na coletiva do presidente Carlos Eduardo Pereira, tempo para cutucar Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo.

– A gente vê dirigentes que nos criticavam por estarmos, em tese, ao lado do poder estabelecido. Esses mesmos dirigentes vão chefiar delegações do poder estabelecido – provocou.

A declaração de Carlos Eduardo Pereira faz referência ao convite aceito por Eduardo Bandeira de Mello para chefiar a delegação da seleção brasileira na Copa América Centenário, que será disputada nos Estados Unidos.

O presidente rubro-negro diz que viu o convite como um reconhecimento do trabalho prestado à frente do Flamengo, mas tem sido constantemente criticado, até mesmo dentro do clube da Gávea.

Fonte: Extra Online