Ricardo Gomes apresentou ao presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, a proposta que recebeu do Cruzeiro. E o dirigente  fez o necessário para aproximar a oferta financeira ao que o clube mineiro oferecia. Resultado: Ricardo Gomes anunciou sua permanência em General Severiano.

À primeira vista parece uma conquista menos importante do que a do Campeonato Carioca. Não é. Se o Botafogo chegou à decisão com a defesa menos vazada do Brasil entre os clubes da Série A em 2016, foi por causa de seu trabalho.

De descoberta de jovens jogadores, criados no Botafogo, como Émerson, Ribamar, Gegê e Leandrinho.

O Cruzeiro aumentou o tamanho de sua encruzilhada. A seis dias da estreia no Campeonato Brasileiro, não tem técnico e poucas soluções no mercado. No início do processo, a informação era de que Fernando Diniz não tinha chance, porque o Cruzeiro acabou de fazer uma aposta em Deivid. Talvez seja necessário mudar a maneira de ver as coisas neste momento.

Fonte: Blog do PVC