R. Marques vira alternativa a Seedorf ‘caçado’ e ganha elogios

Compartilhe:

Rafael Marques carregou durante algum tempo o peso de ser a sombra de Loco Abreu no Botafogo. A indicação do técnico Oswaldo de Oliveira demorou a engrenar, mas livrou-se da sombra do centroavante uruguaio e virou alternativa em mais de uma posição. Na vitória por 2 a 0 sobre o Náutico, no último sábado, foi a opção de criação pelos lados do campo na segunda etapa, já que Seedorf sofreu marcação individual durante praticamente toda a partida.

O atacante alvinegro começou a partida atuando como referência ofensiva, no centro do ataque. No segundo tempo, o técnico Oswaldo de Oliveira deslocou Rafael Marques para o lado do campo, com Elias atuando como centroavante em seu lugar. A troca deu certo, com bela jogada e assistência do camisa 20 para o jogador que havia acabado de entrar. Ao final da partida, o outrora perseguido foi aplaudido e teve o nome gritado pelas arquibancadas de São Januário.

“Não é uma questão de preferência, é que eu me sinto mais à vontade ali. Simplesmente não sou muito de ficar parado na frente, mas vou fazer o que for possível para ajudar onde o professor pedir. Foi bom para o Elias também esse gol, porque é um jogador de muita qualidade”, disse Rafael Marques.

Com Lodeiro apagado e Vitinho substituído no intervalo, foram os lances individuais de Rafael Marques que mais criaram perigo. Isso porque o holandês Seedorf foi vigiado de perto durante quase toda a partida pelo volante Derlei. O meia até distribuiu bons passes, mas não teve muito espaço para armar. Por isso, foi exaltado pela torcida ao arrancar do campo de ataque para roubar uma bola na defesa.

“Acho que eles também sofreram muito, mas às vezes isso facilita o meu jogo. Deixa os outros jogadores livres, como o Renato no lance do gol. É uma escolha dos outros técnicos, eu não me importo. Estou acostumado com a marcação individual”, declarou o meia Seedorf.

Não foi a primeira vez que Rafael Marques foi escalado como meia aberto pelo lado do campo. Apesar de ser escalado quase sempre como centroavante, o jogador é visto como ‘coringa’ pelo técnico Oswaldo de Oliveira por atuar em várias posições do esquema 4-2-3-1. O camisa 20 disputou 22 jogos nesta temporada, tendo marcado nove gols.

O Botafogo é o primeiro colocado do Brasileirão, com 16 pontos, e retorna aos treinamentos na próxima segunda-feira, no campo anexo do estádio Engenhão. O time carioca volta a campo contra o Figueirense, pela Copa do Brasil, na próxima quarta-feira. no Orlando Scarpelli. Pelo Campeonato Brasileiro, o Alvinegro terá o clássico contra o Flamengo no próximo domingo, no Maracanã.



Fonte: UOL
Comentários