A diferença de 11 horas entre o Rio de Janeiro e a província de Henan, na China, é grande o suficiente para atrapalhar qualquer tipo de comunicação entre quem mora nos locais. Mas mesmo assim, o atacante Rafael Marques, atualmente defendendo o Henan Jianye, faz questão de acompanhar o Botafogo, seja pela internet ou por contato com os ex-companheiros de clube.

– Por causa da diferença no fuso horário fica difícil assistir os jogos ao vivo, mas sempre procuro acompanhar as notícias pela internet e nas redes sociais para saber o que está acontecendo com o Botafogo. Mantenho contato com os companheiros que ficaram no clube e estou sempre vendo os vídeos dos melhores momentos dos jogos para saber melhor como tem sido as partidas – afirmou o jogador, ao LANCE!Net.

As conversas com os amigos que ficaram em General Severiano servem para matar a saudade do clube, onde ficou cerca de um ano e meio, e do ambiente alvinegro que, segundo Rafael, era diferenciado:

– Sinto falta daquele grupo que, apesar de todas as dificuldades, conseguiu se superar e fazer uma excelente temporada. Sinto falta dos membros da comissão técnica e de todos que faziam parte do nosso dia a dia ajudando sempre um ao outro para superar todos os obstáculos. O ambiente que tínhamos naquele grupo era realmente diferenciado.

Apesar da falta que sente do clube e dos amigos, Rafael não esqueceu aquilo que lhe fez virar um dos jogadores mais queridos pela torcida na temporada 2013: os gols marcados – foram 19 com a camisa do Botafogo.

– Lembro cada detalhe dos momentos felizes que vivi com meus companheiros, cada vitória e cada grito da torcida apoiando nosso time nos estádios. E não posso deixar de mencionar os gols feitos pelo Botafogo. Sem dúvida, 2013 foi um ano maravilhoso para aquele grupo. Vou me lembrar dessa temporada para sempre – finalizou o ex-camisa 20 do clube de General Severiano.

 

Fonte: Lancenet!