Não importa onde e nem quando: se o Botafogo tem jogo pela Série B, Renan Fonseca estará em campo. Presente em todas as partidas do Alvinegro no campeonato, o zagueiro se tornou referência do setor defensivo e provou que os cuidados fora do clube são tão importantes quanto a dedicação aos treinamentos.

A onipresença não é novidade na carreira do jogador, de 25 anos. A partir do momento em que ganhou experiência e se firmou como profissional, Renan passou a participar de quase todos os jogos que os times que defendeu disputaram.

Em dois anos de Santa Cruz, foram 96 partidas e, em menos de um ano de Alvinegro, já são 56. Um dos segredos está no profissionalismo. Para o zagueiro, o dia de trabalho não termina quando ele deixa o Nilton Santos e vai para
casa.

“Nos últimos três anos, tenho jogado um grande número de partidas. Fiquei fora de poucas. Procuro me cuidar
muito fora do campo. Sempre falo com o preparador físico Edenilson (Sena). Aqui no clube, a gente tem toda a estrutura, profissionais para todos os segmentos, sempre nos orientando, só que, quando a gente sai, tem que continuar se cuidando. Procuro fazer isso para não ter lesões e vem dando muito certo”, destacou Renan Fonseca.

O outro trunfo do camisa 3 alvinegro é a disciplina. Há 18 rodadas pendurado com dois cartões amarelos, ele busca sempre a concentração máxima para não chegar atrasado nas disputas e evita reclamar com os árbitros.

“Nossa equipe joga de maneira coletiva e eu procuro estar sempre bem posicionado. Sempre pressionamos a bola, assim, ela chega mais espirrada. Procuro me preservar e, por isso, acabo levando menos cartões”, disse o zagueiro.

A regularidade de Renan Fonseca fez com que a diretoria o procurasse para negociar a renovação do contrato, mas as conversas não evoluíram.

Fonte: O Dia Online