Apresentador no SporTV, André Rizek sempre trata o Botafogo com carinho e respeito em seus comentários. O jornalista explicou no canal Desimpedidos, no YouTube, por que gosta tanto do clube alvinegro.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

– Isso surgiu porque quando vir morar no Rio, o Marcos Botelho, meu primeiro chapa no Rio, me chamou para ver a estreia do Loco Abreu. Adoro estádio, fui na torcida do Botafogo, mas foi 6 a 0 Vasco. Achei tão divertido ver os botafoguenses tensos, nervosos, mas rindo de si mesmo. Meu carinho é com a torcida do Botafogo, pessimista, anti-herói. Sempre tive fascinação por Garrincha e Loco Abreu. Loco gostava do Redação (SporTV), um dia me chamou para almoçar, Seedorf me chamou para jantar. Honda me segue no Twitter. Acho uma torcida divertida – explicou Rizek.

No programa Bolívia Talk Show, o jornalista mais uma vez se posicionou contra a “Flapress“, parcela da imprensa que enaltece apenas o Flamengo.

– Não sou contra nenhum clube. Acho que quando falo mal da imprensa do Rio de Janeiro, a Flapress, pensam que é algo contra o Flamengo, mas não tem nada a ver. Falo do trabalho dos meus colegas. O Vasco perde final para o Real Madrid, a manchete é “vice de novo”, “Flamengo feliz”. O Flamengo perde final, a manchete é correta, “jogou muito”, “de igual para igual”. O Botafogo campeão recentemente teve manchete “vence Estadual esvaziado”, quando é o Flamengo que ganha falam que é o “Mengão, superestadual, campeão carioca”. Não acho correto. Criou-se uma cultura de esculachar os outros, não precisa. Quando o Botafogo tinha a melhor campanha dos cariocas, com o Seedorf, não havia o tratamento de melhor clube do Rio de Janeiro, como tem hoje com o Flamengo, que é merecida – afirmou.

Fonte: Redação FogãoNET e Desimpedidos