Seedorf ganha ‘blindagem’ para clássico em fase de queda

Compartilhe:

Seedorf só havia sido substituído nos primeiros 45 minutos de uma partida do Botafogo quando sofreu lesão contra o Atlético-GO, em outubro do ano passado. A história mudou no último domingo, durante a derrota por 2 a 1 do time de General Severiano para o Bahia. Sacado no intervalo pela primeira vez desde que chegou ao Alvinegro, o holandês foi ‘blindado’ pelo técnico Oswaldo de Oliveira. Tanto na parte física, pelo desgaste excessivo, quanto na parte psicológica, temendo atuação ainda pior pouco antes do clássico contra o Flamengo.

O camisa 10 apresentou uma queda de rendimento desde a maratona de dois jogos por semana, iniciada em agosto. Os erros importantes nas últimas rodadas, como o pênalti perdido contra o Cruzeiro, na última quarta-feira, fizeram com que o treinador tentasse preservar o jogador. A ideia foi tirá-lo no intervalo do jogo contra o Bahia para minimizar o desgaste físico e não colocar sob suas costas a responsabilidade de novo tropeço alvinegro no torneio. O meia demonstrou bastante abatimento após a partida em Belo Horizonte.

“Ele [Seedorf] não tem reeditado as frequentes boas atuações, com momentos de muita qualidade nas partidas. Senti que não estava bem, que isso poderia prejudicar ainda mais para o próximo jogo e achei melhor que não continuasse. Poderia ter atuação pior e prejudicar ele e o Botafogo para as próximas partidas”, declarou o técnico alvinegro.

O time de General Severiano está oito pontos atrás do líder Cruzeiro e o técnico Oswaldo de Oliveira não pensa em poupar jogadores na Copa do Brasil. Segundo o comandante, apenas os lesionados ficarão de fora do clássico contra o Flamengo, pelas quartas de final, na próxima quarta-feira, às 21h50, no Maracanã. O atacante Elias, que deixou a partida do final de semana com um problema muscular, é dúvida.

“As duas competições ainda têm muita coisa para acontecer. Vamos continuar buscando as duas. Se avançarmos, em uma fase mais decisiva talvez a gente faça uma opção. Nesse momento vamos jogar sem escolher. Não vou poupar. Se tiver alguém sem condições de jogar, porque é notório o acúmulo de cansaço, sim. Do contrário a equipe permanece”, disse Oswaldo.

Contra o Bahia, o holandês mal tocou na bola e ficou para trás em lances de velocidade, deixando claro que a parte física tem atrapalhado o rendimento. Nos últimos dois meses, o Botafogo entrou em campo em 16 oportunidades. Seedorf ficou de fora em três delas – um por suspensão pelo terceiro cartão amarelo e outros dois por decisão da comissão técnica.

O Botafogo volta aos treinamentos nesta segunda-feira, às 15h, no campo anexo do estádio Engenhão. No Brasileirão, a equipe é a segunda colocada, com 42 pontos, oito abaixo do Cruzeiro. O clássico contra o Flamengo acontece nesta quarta, às 21h50, no Maracanã. Pelo torneio de pontos corridos, o Alvinegro volta a jogar no próximo sábado, às 21h, contra a Ponte Preta, também no Maracanã.



Fonte: UOL
Comentários