‘Seedorfinho’ pede audiência com líderes do Botafogo: ‘Só queremos conversar’

Compartilhe:

Por conta da má fase do Botafogo no Campeonato Brasileiro, cerca de 20 torcedores do clube foram ao treino do time nesta quinta-feira, no Engenhão, protestar. Um dos torcedores é Yuri Almeida, de 18 anos, conhecido por seus amigos como Seedorfinho e Tanga. Com uma camisa de Jiu-Jitsu, o torcedor disse ser da paz e desejava apenas uma conversa com o elenco alvinegro.

– Todo dia me comparam com o Seedorf. Nós só queremos conversar. Queremos saber o que está acontecendo com o time. Queremos falar com os líderes: Seedorf, Jefferson e o Oswaldo – disse.

 

Seedorfinho nos arredores do Engenhão
Seedorfinho nos arredores do Engenhão Foto: Luiz Maurício Monteiro

 

O Botafogo, por sua vez, reforçou o policiamento no local. Dois carros da polícia faziam a segurança do lado de fora, enquanto um carro ficava dentro do estádio, perto do campo de treinamento.

Alguns torcedores chegaram a correr atrás do carro do zagueiro André Bahia após o treinamento, mas foram dispersados pela polícia. Uma pedra foi atirada no carro de um membro da comissão técnica alvinegra e um dos vidros do veículo foi quebrado. Revoltado, o integrante da comissão voltou para discutir com os torcedores.

– É claro que não gostamos de ver os torcedores protestando aqui, porque é o nosso ambiente de trabalho. Mas nós entendemos o lado deles e eles têm direito. Mesmo o time fazendo um ano maravilhoso, brigando por vaga na Libertadores – disse o lateral-direito Edílson.

Com o resultado de 0 a 0 na partida contra a Portuguesa, o Botafogo deixou o G-4 do Campeonato Brasileiro após 29 rodadas. O Alvinegro volta a jogar pelo Brasileirão neste sábado, às 19h30, contra o Atlético-PR. Com 54 pontos, o clube está dois atrás do Goiás, quarto colocado.

Fonte: Extra Online

Comentários