Neste domingo (5), o Pacaembu será a casa do Santos em mais uma oportunidade: desta vez, o duelo é contra o Botafogo, às 11h (horário de Brasília), válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Continua Depois da Publicidade

Pela competição nacional, as equipes já fizeram grandes duelos que vêm desde os tempos de Pelé e Garrincha. Também houve confrontos marcados por arbitragem, quebra de invencibilidade e até rebaixamento.

Relembre quatro jogos inesquecíveis entre Santos e Botafogo no Brasileirão:

1- Final da Taça Brasil de 1962

Continua Depois da Publicidade

Naquela década, tratava-se das duas maiores equipes do país. De um lado, Pelé, Pepe, Coutinho e um esquadrão legendário. Do outro, Garrincha, Zagallo, Nilton Santos e companhia. A decisão da Taça Brasil (equivalente ao Brasileirão na época) de 1962 precisou, após uma vitória de cada, de uma terceira partida. No Maracanã lotado, o Peixe não tomou conhecimento dos cariocas e, com um sonoro 5 a 0 (dois gols de Pelé, um de Pepe, um de Dorval e um de Coutinho), conquistou o seu segundo título nacional.

2- Final do Brasileirão de 1995

Se o campeão deste ano foi o Botafogo, a partida é ainda mais inesquecível para os santistas. O Alvinegro Praiano tinha a vantagem do empate e, após perder a ida por 2 a 1 no Maracanã, sofreu com uma arbitragem confusa de Márcio Rezende de Freitas. Com o empate por 1 a 1 no mesmo Pacaembu, o Santos acabou amargando o vice-campeonato. Na ocasião, os dois gols contabilizados (de Túlio Maravilha e Marcelo Passos) foram irregulares e o único tento que seria legítimo (de Camanducaia) acabou sendo mal anulado.

Continua Depois da Publicidade

3- Campeonato Brasileiro de 2013

O Peixe defendia uma invencibilidade de 29 jogos na Vila Belmiro – a quinta maior da história, durando mais de um ano – e, pela 21ª primeira rodada do Brasileirão, recebeu o Botafogo de Seedorf. Com o 2 a 1 do Glorioso (dois gols de Elias, com Cícero descontando), a sequência de 16 vitórias e 13 empates foi interrompida.

4- Campeonato Brasileiro de 2014

Para a maioria dos santistas, foi uma forma de vingança em relação ao título brasileiro “tirado” de 1995. Pela penúlitma rodada daquele Brasileirão, o Botafogo precisava vencer, mas com dois gols sofridos por Leandro Damião, acabou sendo rebaixado pela segunda vez na história.

Continua Depois da Publicidade

Fonte: Torcedores.com
Continua Depois da Publicidade