Apesar do Botafogo preferir esquecer a campanha que fez no Campeonato Carioca, o técnico Eduardo Hungaro acredita ter tirado boas lições do estadual. E mais do que isso, para o treinador o ‘teste’ de luxo ajudou e muito na Copa Libertadores.

O gol da vitória por 1 a 0 diante do Independiente del Valle foi marcado por Tanque Ferreyra. Mas o passe que originou o gol foi dado pelo lateral-direito Lucas, que por sua vez substituiu o companheiro Edilson – que cumpriu suspensão automática -. Só que o reserva foi uma das peças utilizadas constantemente pelo treinador no estadual.

Mesmo reconhecendo que o Alvinegro não fez a campanha que ele gostaria no estadual, Hungaro afirmou que a competição foi muito importante para dar ritmo para os atletas que poderiam ser utilizados na competição continental em caso de necessidade.

Só que não foi apenas Lucas que agradou na partida. Como Bolívar também foi expulso na primeira partida contra o Independiente, Dankler entrou em seu lugar. E para o treinador, os atletas foram muito bem nas funções.

“Eles fizeram um ótimo jogo, até em função do ritmo que o estadual deu. Nós não fomos tão bem na competição. Mas para eles foi bom, já que deu ritmo de jogo para o Lucas e o Dankler”, disse o treinador.

E para a partida contra o Unión Española no dia 2 de abril, no Maracanã, o treinador terá que utilizar outros substitutos para o confronto. Gabriel e Tanque Ferreyra receberam o terceiro cartão amarelo e terão que cumprir suspensão automática.

“Ainda não estou pensando no próximo jogo. Antes precisamos descansar para depois começar a planejar a equipe para a próxima rodada”, finalizou.

O Botafogo é o líder isolado do grupo 2 da Copa Libertadores com sete pontos. O segundo colocado é Independiente del Valle e, em terceiro está o San Lorenzo, ambos com quatro pontos. O Unión Española completa o grupo com três pontos.

Fonte: UOL