O problema médico de um companheiro de profissão fez o técnico Tite ressaltar a importância de uma boa saúde física e mental para quem tem um emprego tão instável e cheio de cobranças. Oswaldo de Oliveira, do Botafogo, passou mal após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, sábado, no Maracanã, e acendeu o sinal de alerta nos colegas.

Após o empate sem gols com o Atlético-MG, neste domingo, no Independência, Tite mostrou solidariedade a Oswaldo e chamou a atenção para alguns cuidados que tem tomado para evitar problemas com o estresse. Ele disse, inclusive, que largaria a profissão se tivesse problema parecido – o técnico do Botafogo teve uma arritmia detectada.

– Se eu tiver um sinalzinho desse, saio fora. Faço algumas coisas, uma atividade física, procuro comer uma salada, uma fruta, tomar uma água… Para sossegar um pouco – disse o técnico.

Tite desejou a pronta recuperação de Oswaldo de Oliveira, destacando que o nível de exigência de um técnico de futebol pode levar a esse tipo de problema.

– A emoção fica aflorada, não adianta, pois todos somos seres humanos. Primeiro, desejo ao Oswaldo que não seja nada sério, pois um cara do caráter e competência dele dignifica nossa atividade – ressaltou.

Oswaldo chegou a ser internado em um hospital do Rio de Janeiro, mas recebeu alta na manhã deste domingo. Ele vai descansar em casa e ficar em observação por um período de pelo menos 72 horas.

Fonte: Globoesporte.com