‘Tivemos chances no segundo tempo também’, diz Oswaldo

Compartilhe:

Sempre calmo nas entrevistas, o técnico Oswaldo de Oliveira evitou buscar culpados pelo empate e citar o recuo excessivo da sua equipe no segundo tempo, chamando o Flamengo para o seu campo. No fim, o Botafogo acabou cedendo o empate no último lance, aos 49 minutos da etapa final.

– O Botafogo teve a calma até o último minuto, uma calma tão grande que apesar da pressão criamos três oportunidades absolutas. Mas numa bola que o rapaz tenta mandar no alto, aí ela vai à meia altura e vai no meio da defesa, é coisa que acontece no futebol… – afirmou.

Oswaldo fez uma análise do jogo e considerou o resultado justo:

– Tivemos a supremacia tática e técnica absoluta no primeiro tempo, criamos várias oportunidades e marcamos o gol, conscientes. E o Flamengo no primeiro tempo não teve nenhuma chance. No segundo tempo o Flamengo veio para cima, principalmente com as bolas altas na nossa área e uma pressão muito grande, o que valoriza o empate conseguido no final. Apesar disso, no segundo tempo tivemos três chances claras de fazer o segundo gol antes de o Flamengo fazer. Essa foi a diferença. A organização dos contra-ataques nos proporcionou três chances, poderíamos ter definido e jogado um balde de água fria na reação do Flamengo.

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários