Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Vagner Mancini: ‘Ramírez tem sido fundamental. Nos deu capacidade de armar’

0 comentários

Compartilhe

Entra Wallyson, sai Emerson. Entra Tanque, sai Zeballos. Entra Rogério, sai Yuri Mamute. Seja por lesão, suspensão ou decisão técnica, tem sido intensa a troca de jogadores no setor ofensivo do Botafogo. O único que está sempre ali é o peruano Luis Ramírez, garantido entre os titulares neste domingo, às 16h, contra o Atlético-MG, no Independência.

Assim que chegou ao clube, logo de cara, o meia se tornou titular da equipe. Já são sete jogos e dois gols, o último no empate que deu sobrevida à equipe na partida contra o Ceará. No minuto seguinte, ele se desvencilhou de três marcadores e encontrou André Bahia livre para assegurar a vitória.

— Com a última força que eu tinha, consegui brigar, levantei a cabeça e não vi quem estava ali, mas era alguém melhor posicionado do que eu e de frente para o gol. Foi bom porque o (André) Bahia controlou bem a bola, o que foi importante, e fez o gol — contou Ramírez, que brincou com o companheiro. — Depois, falei que em um rachão ele tinha dado três assistências para gols meus, mas que a minha assistência tinha sido muito mais importante.

Fora da última convocação da seleção peruana, ele quer dar continuidade à boa fase para regressar ao time. Se depender dos elogios de Vágner Mancini, o regresso é apenas questão de tempo.

— Ele tem sido fundamental. Chegou e deu um toque diferente, com mobilidade e recursos dentro dos jogos. Pode chegar como surpresa na área, dar uma enfiada e tem feito bem o papel de terceiro homem do meio-campo. Quando chegou, ele nos deu capacidade para armar — analisou.

No Independência, o Botafogo não terá Edílson, suspenso, contra o Atlético-MG, e Dankler o substituirá. Emerson sentiu dores e é desfalque. Tanque, Zeballos e Rogério brigam por duas vagas ao lado de Wallyson.

Atlético-MG x Botafogo

Atlético-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Edcarlos e Emerson Conceição; Rafael Carioca, Claudinei e Dátolo; Luan, Carlos e Jô.

Botafogo: Andrey, Dankler, Bolívar, Dória e Júnior César; Gabriel, Bolatti e Ramírez; Rogério, Wallyson e Tanque Ferreyra (Zeballos).

Juiz: Flávio Guerra (SP).

Local: Independência, em Belo Horizonte.

Horário: 16h.

Transmissão: Rede Globo.

Comentários