Durcesio: vazamento de nomes para CEO do Botafogo não anula processo, mas pode gerar custo de R$ 500 mil

97 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Durcesio Mello - Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

O vazamento dos nomes dos três finalistas do processo de seleção do CEO do Botafogo pode gerar um custo extra na casa dos R$ 500 mil. A informação foi passada pelo presidente do Glorioso, Durcesio Mello, ao perfil “Repórter de Pista” no Twitter.

O dirigente alvinegro afirmou também que não conseguiu apurar ainda de onde partiu o vazamento, mas deixou claro que o fato não vai anular o processo, conduzido pela empresa paulista Exec. A expectativa é que haja uma definição nos próximos dias.

Os nomes dos três candidatos foram noticiados na sexta-feira passada pelo site “GE” e pela Rádio Tupi. Jorge Braga (fundador da 360º de Resultados e Participações e ex-Nextel e Embratel) é tido como favorito para o cargo.

Os outros finalistas do processo seletivo são Claudio Hermolin, atual CEO da Brasil Brokers Participações S.A., e Marcus Vinícius Freire, ex-diretor executivo do Comitê Olímpico do Brasil e ex-CEO do Fluminense.

Fonte: Redação FogãoNET e Twitter "Repórter de Pista"

Notícias relacionadas