Parece que a polêmica saída de Willian Arão do Botafogo para o Flamengo ainda é lembrada pelos torcedores Alvinegros. Apesar de ser um amistoso para homenagear às vítimas do trágico acidente com o avião da Chapecoense, o que se viu na noite desta quarta-feira (25) no estádio Nilton Santos foi uma briga entre o público dos dois clubes.

A cada toque na bola, o volante foi fortemente vaiado por uma parte da torcida presente, enquanto o outro lado, mas precisamente os rubro-negros, trataram de defender o seu jogador com aplausos.

E logo após o apito final, o jogador tratou de minimizar o acontecimento, mostrando não se importar muito com as vaias.

“A gente procura não dar muita atenção para isso. Eu estou aqui representando o Brasil e o motivo do jogo é uma causa maior. Entendo o lado do torcedor, respeito, mas a partida foi uma causa maior”, afirmou.

Por fim, Arão definiu a vitória da Seleção Brasileira por 1 a 0 sobre a Colômbia como “especial”.

“Foi especial. Foi a primeira vez que jogamos juntos, mas foi bom. Procuramos fazer o que o Tite pediu”, concluiu.

Fonte: Goal.com