Zagueiro da base supera fratura impactante na face e treinará de máscara. Veja fotos

Compartilhe:

Nada mais que um grande susto. Felizmente, é assim que o zagueiro Verdini, do Botafogo, vai poder se recordar no futuro. Em um treino do Sub-20 no Stadium Rio, no dia 20 de setembro, um lance que o envolveu gerou preocupação em todos os presentes. Em um choque com o goleiro de seu time, ele sofreu uma fratura do osso zigomático e na lateral da órbita, inchando automaticamente a parte direita de sua face.

“Foi em uma sexta-feira. Estava marcando um companheiro, nem vi o goleiro saindo. Só senti o choque e um zumbido no ouvido. Quando caí no chão, vieram os médicos. Eu não sentia nada. Me tiraram do treino, eu ainda queria voltar. Após o exame de raio-x e a tomografia, foi constatado que havia a fratura. No sábado, já operei”, lembra Verdini.

aed 
Antes e depois: Verdini no dia seguinte ao choque e nesta quarta-feira

Vinte dias depois, após uma cirurgia e com o clube tendo prestado toda a assistência necessária, Verdini já está praticamente recuperado do traumatismo facial. Ele retornou ao Departamento Odontológico do Botafogo, que coordenou todo o processo, para retirar os pontos e receber uma boa notícia: a recuperação está excelente, a ponto de já poder voltar às atividades físicas sem contato.

“Sempre quando acontece um trauma de face, somos acionados. Tivemos todo o apoio do departamento médico, principalmente do Dr. Gustavo Campos. Detectamos a fratura já pelo exame clínico, porque foi muito agressivo. No Botafogo, temos nosso parceiro Dr. Roberto Prado, que o operou no dia seguinte (sábado). É importante frisar que ele é um cirurgião dentista, especialista em cirurgia bucomaxilofacial. Por dentro da boca, pôde ser feita a operação e ainda ficou bem esteticamente, sem deixar cicatriz. Foi colocada uma placa de contenção para segurar a fratura e, no domingo, Verdini já estava em casa”, conta Gustavo Ferreira, coordenador do Departamento Odontológico do Botafogo e presidente da Academia Brasileira de Odontologia do Esporte.

MÁSCARA DE PROTEÇÃO

Ao lado da mãe, Verdini foi ao Stadium Rio nesta quarta e reencontrou os profissionais que o atenderam durante este período. Já com o rosto bem menos inchado, fez os moldes para máscara facial e protetor bucal. O zagueiro comemorou o retorno antes do previsto.

“Inicialmente, a previsão era de um mês. Como completaram 20 dias quarta, ganhei 10 dias para treinar. Vou colocar a máscara e o protetor, me recondicionar e voltar mais forte do que antes”, garante.

O protetor bucal, explica Gustavo Ferreira, foi um pedido do próprio atleta, ciente da importância. Já a máscara facial evitará o contato e proporcionará aumento na segurança e na confiança de Verdini, tendo previsão de ser utilizada durante um mês.

tomoraio  
Tomografia mostra área afetada (circulada em amarelo) e raio-x evidencia placa de contenção

IDENTIFICAÇÃO

Hoje com 18 anos, Verdini está desde 2004 no Botafogo, onde passou por todas as categorias de base. Apesar de jovem, já coleciona títulos (como o Carioca Sub-15 em 2009, o Torneio Guilherme Embry como capitão em 2012 e a Spax Cup na Holanda em 2013), além de ter representado o clube cinco vezes nos Estados Unidos, no projeto “Botafogo Camp”. Por esta identificação, o zagueiro fez questão de agradecer o apoio recebido.

“O Botafogo deu todo o suporte, bancou ambulância, cobriu despesas… Sou muito grato e ao presidente Mauricio Assumpção e a todos os médicos que me atenderam e me ajudaram, pois em momento algum pouparam nada para me ver melhor. Como estou desde pequenininho no Botafogo, já criei uma identidade e conheço todo mundo. Pude ver minha importância e me sentir valorizado”, destaca Verdini.

Confira galeria de fotos de momentos de Verdini no Botafogo!





Fonte: Site Oficial do Botafogo

Comentários