A história de José Lucas, que aos 6 anos recusou o Flamengo dos pais por amor ao Botafogo

41 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

José Lucas, pequeno torcedor do Botafogo que recusou torcer pelo Flamengo, time dos pais
Arquivo pessoal

Não escolho, fui escolhido“. A frase de uma das famosas canções entoada pela torcida do Botafogo personifica o pequeno José Lucas, de 6 anos. Filho de pais torcedores do Flamengo, o menino recusou o Rubro-Negro para enxergar a vida em preto e branco e viralizou nas redes sociais na última segunda-feira (15) após o acesso do Glorioso à Série A.

Em entrevista ao ESPN.com.brFernanda, mãe de José Lucas, revelou que a influência veio de Fernando, tio do menino. Foi pelo irmão dela que o garoto se apaixonou pelo Alvinegro da Estrela Solitária.

“A paixão do José surgiu pelo meu irmão, Fernando. Meu irmão foi influenciado pelo meu tio, que já é falecido. Desde pequeno o meu tio influenciava ele. Quando eu tive o meu filho, o meu irmão era menor de idade, eu e meu esposo íamos trabalhar e deixávamos o José com o Fernando. Ele, doente pelo Botafogo, assistia aos jogos, o José, automaticamente, também via. E o Nando foi influenciando ele, mostrando os jogos. O Fernando ia a todos os jogos no Nilton Santos, trazia copos, lembranças, e o José foi criando uma paixão”, começou por afirmar.

Se por um lado Fernando influenciava com o Botafogo, Gabriel, pai de José Lucas e Rubro-Negro fanático, fazia de tudo para que o filho fosse flamenguista. Teve roupinha, chupeta, macacão e até camisa do clube da Gávea. Mas, a paixão do menino era mesmo o Glorioso.

O pai dele é flamenguista fanático, doente, de ir para tudo quanto é jogo no MaracanãQuando ele nasceu, a gente comprava roupinha, macacão, chupeta do Flamengo. Tudo era do Flamengo. Quando ele começou a falar que era Botafogo, meu marido falava: ‘Ele é Flamengo, não, José, você é Flamengo’. Falava que ia levar para o Maracanã e ele não aceitava. Aí o Gabriel tinha até comprado uma blusa do Flamengo. Até ele não entender muito bem, ele usava. Depois que começou a entender, ele tirava a blusa e jogava pela janela. Não queria usar a blusa”.

E um momento especial para José Lucas foi a gota d’água para o coração ser tomado de vez pelo Botafogo: a mensagem do atacante Erik, que passou pelo clube de General Severiano entre 2018 e 2019, de aniversário.

“Em um aniversário do José, o Erik mandou um vídeo. Meu irmão conseguiu o contato dele, que mandou um vídeo. Dali ele se encantou mais ainda, não tinha como mais”.

Primeiro jogo no Estádio Nilton Santos

José Lucas viralizou nas redes sociais após a vitória do Botafogo por 2 a 1 sobre o Operário e que garantiu o retorno do clube à Série A. No vídeo, o menino de 6 anos se declara ao Glorioso.

E foi aí que o pai do menino deu o braço a torcer. Segundo Fernanda, ao ver o filho emocionado e pulsando com o Nilton Santos lotado, Gabriel afirmou: ‘ele foi escolhido’.

“O meu esposo, até sair esse vídeo do José, até segunda-feira, que o José foi no estádio, eu falava com ele: ‘E aí, o que você acha? O José é Botafogo’. Ele falava: ‘Não, isso é fogo de palha. Quando ele crescer, vai passar’. Quando meu esposo viu ele no estádio, o sentimento dele, a euforia, a emoção, ele falou para mim: ‘É, não… não tem mais jeito, perdemos. Ele não vai voltar atrás não, ele vai ser botafoguense mesmo. Ele foi escolhido’”.

Warley como ídolo e sonho de jogar no Botafogo

José Lucas tem dois sonhos relacionados ao Botafogo: conhecer o ídolo Warley e vestir um dia a camisa alvinegra. Dessa vez, ultrapassando as arquibancadas e chegando aos gramados.

Meu maior sonho é conhecer o Warley. Eu vou ser jogador de futebol. Não vou jogar em nenhum outro time, só no Botafogo”, disse o pequeno botafoguense de 6 anos.

“Outro jogador que ele sempre fala é o Oyama. Ele sempre fala dele”, finalizou Fernanda.

Fonte: ESPN.com.br

Notícias relacionadas