Conselho Deliberativo do Botafogo rejeita contas de 2020 e aprova orçamento revisado de 2021

24 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Conselho Deliberativo do Botafogo em 2021
Vítor Silva/Botafogo

Em reunião na noite desta segunda-feira, o Conselho Deliberativo do Botafogo decidiu reprovar as contas de 2020, último ano da gestão Nelson Mufarrej, seguindo parecer emitido pelo Conselho Fiscal. Foram 93 votos contra a aprovação, 28 a favor e sete abstenções.

O Alvinegro teve um déficit de R$ 139 milhões e ultrapassou a barreira do R$ 1 bilhão em dívidas. Porém, o Conselho Fiscal acredita que o rombo foi ainda maior, argumentando que a cobrança da Odebrecht é R$ 20 milhões a mais do que o publicado no balanço.

Contas rejeitadas, e agora?

Vale lembrar que o Conselho Fiscal já havia acionado a Junta de Julgamento de Recursos para tratar de possíveis irregularidades no balanço divulgado em abril, além da contratação de uma nova auditoria independente. Eles pedem que eventuais erros cometidos pelos antigos dirigentes sejam apurados.

Orçamento é aprovado

Também nesta segunda-feira, os membros do Conselho Deliberativo do Botafogo aprovaram o novo orçamento de 2021 – foram 75 votos a favor 28 contra. As contas, que preveem um prejuízo de R$ 59,9 milhões, foram revisadas pelo CEO Jorge Braga.

Mochilas, bolsas e carteiras da coleção FogãoNET da Estilo Piti

*Atualizado à 00h07

Fonte: Redação FogãoNET e Botafogo Sem Medo

Notícias relacionadas