Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

X

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

4

X

0

Escudo Macaé
MAC

Em busca da formação ideal: relembre todas as escalações do Botafogo na temporada 2021

14 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Em busca da formação ideal: relembre todas as escalações do Botafogo na temporada 2021
Vitor Silva/Botafogo

Com um calendário apertado, acarretado pela pandemia do novo coronavírus, o Campeonato Carioca do Botafogo foi de muitos testes, análises e contratações. Até aqui, na temporada de 2021, o técnico Marcelo Chamusca teve 12 jogos para identificar e escalar o Alvinegro Carioca da melhor maneira. Assim, o LANCE! separou todas as escalações usadas pelo Glorioso e analisou algumas tendências que começam a aparecer no clube de General Severiano.

Ao analisar todas as formações táticas, percebe-se que o mais usado por Chamusca é o 4-3-3. Nesse esquema, o Botafogo entra em campo com a tradicional linha de quatro defensores (dois laterais e dois zagueiros), três homens de meio (dois mais recuados e um mais centralizado) e três homens de frente (dois pelas pontas e um como referência, ou seja, mais centralizado).

No entanto, dentro do esquema 4-3-3, algumas variações já aconteceram. No jogo contra o Volta Redonda, válido pelo Campeonato Carioca, e contra o ABC, válido pela Copa do Brasil, ocorreu uma mudança no setor de meio campo. Aqui, Chamusca escalou o time com apenas um jogador mais recuado – Luiz Otávio – e colocou dois mais avançados – Ricardinho e Matheus Frizzo.

A única exceção ao 4-3-3 aconteceu no empate contra a Portuguesa. Nesse dia, Chamusca escalou o Botafogo no esquema 4-4-2. Aqui, Matheus Frizzo e Ricardinho alinharam como volantes, enquanto Marcinho e Felipe Ferreira atuaram pelas beiradas. Na frente, a escolha foi por dois centroavantes de origem: Rafael Navarro e Matheus Babi.

Sobre os jogadores, alguns se sobressaem. Um dos líderes do time, o zagueiro Kanu foi um dos destaques do Botafogo. Até o momento, ele perdeu apenas um jogo, pois cumpria suspenção pela expulsão no clássico contra o Flamengo. Matheus Babi também foi uma unanimidade pelo tempo que ficou em General Severiano. Até acertar a ida para o Furacão, o camisa 11 foi titular em todos os compromissos do Alvinegro.

Em relação aos reforços, dois se sobressaem: Douglas Borges e Jonathan. Ambos foram anunciados no dia 4 de março e estrearam, já no time titular, no dia 7 do mesmo mês. Apesar de pouco tempo, a dupla logo conseguiu se firmar entre os 11 iniciais do Botafogo.

O goleiro que foi eleito o melhor do Carioca de 2020 chegou para brigar por posição, uma vez que o titular Gatito e o reserva imediato Cavalieri estavam machucados. O lateral-direito, por sua vez, chegou para suprir essa posição carente do Botafogo. Na temporada de 2020, vários nomes foram testados na lateral-direita, mas nenhum conseguiu se firmar e ganhar o apoio da torcida.

Outro jogador que também se destacou e deve ser mencionado é Matheus Frizzo. Logo na partida de estreia, ele marcou o eleito o gol mais bonito da primeira fase da Copa do Brasil, contra o Moto Club. No jogo seguinte, contra o Bangu, Frizzo entrou em campo no lugar de Pedro Castro, que saiu lesionado. Desde então, ele não perdeu mais a posição, mas não foi opção para o último compromisso do Alvinegro, contra o Fluminense, porque está no protocolo de concussão.

BOTAFOGO 0 X 0 BOAVISTA (4-3-3)

Diego Loureiro; Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Hugo; Luiz Otávio, Rickson e Bruno Nazário; Warley, Ênio e Matheus Babi.

BOTAFOGO 3 X 0 RESENDE (4-3-3)

Douglas Borges, Jonathan, Marcelo Benevenuto, Kanu e Hugo; Luiz Otávio, Pedro Castro e Bruno Nazário; Warley, Ronald e Matheus Babi.

MOTO CLUB 0 X 5 BOTAFOGO (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Marcelo Benevenuto, Kanu e Sousa; Luiz Otávio, Pedro Castro e Marcinho; Warley, Ronald e Matheus Babi.

BANGU 0 X 0 BOTAFOGO (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Marcelo Benevenuto, Kanu e Sousa; José Welison, Pedro Castro e Marcinho; Warley, Ênio e Matheus Babi.

VASCO 1 X 1 BOTAFOGO (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Marcelo Benevenuto, Kanu e Paulo Victor; José Welison, Rickson e Matheus Frizzo; Warley, Marcinho e Matheus Babi.

BOTAFOGO 0 X 2 FLAMENGO (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Marcelo Benevenuto, Kanu e Paulo Victor; José Welison, Rickson e Matheus Frizzo; Warley, Marcinho e Matheus Babi.

NOVA IGUAÇU 1 X 2 BOTAFOGO (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Marcelo Benevenuto, Gilvan e Paulo Victor; Kayque, Matheus Frizzo e Felipe Ferreira; Warley, Marcinho e Matheus Babi.

BOTAFOGO 1 X 1 MADUREIRA (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Kayque, Matheus Frizzo e Felipe Ferreira; Marco Antônio, Marcinho e Matheus Babi.

BOTAFOGO 1 X 1 PORTUGUESA (4-4-2)

Douglas Borges; Jonathan, Gilvan, Kanu e Paulo Victor; Matheus Frizzo, Ricardinho, Marcinho e Felipe Ferreira; Rafael Navarro e Matheus Babi.

VOLTA REDONDA 2 X 2 BOTAFOGO (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Kanu, Gilvan e Rafael Carioca; Luiz Otávio, Ricardinho e Matheus Frizzo; Felipe Ferreira, Marco Antônio e Rafael Navarro.

ABC 1 (4) x 1 (1) BOTAFOGO (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Kanu, Gilvan e Rafael Carioca; Luiz Otávio, Ricardinho e Matheus Frizzo; Felipe Ferreira, Marco Antônio e Matheus Nascimento.

FLUMINENSE 1 X 0 BOTAFOGO (4-3-3)

Douglas Borges; Jonathan, Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Luiz Otávio, Rickson e Ricardinho; Ronald, Marco Antônio e Matheus Nascimento.

*As formações táticas se referem a como o Botafogo entrou em campo, ou seja, sem considerar possíveis mudanças que tenham ocorrido no decorrer da partida.

Fonte: Terra

Notícias relacionadas
Comentários