Marcelo Benevenuto diz que Fortaleza o ‘ressuscitou’ após ano ruim no Botafogo: ‘Fui taxado de várias coisas que eu não sou’

133 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Marcelo Benevenuto - Fortaleza
Arquivo pessoal

Um dos destaques da boa campanha do Fortaleza no Campeonato Brasileiro, o zagueiro Marcelo Benevenuto recordou a temporada passada em baixa no Botafogo, clube com o qual tem contrato até 2023. Em entrevista à TNT Sports, antes da derrota para o rival Ceará por 4 a 0 nesta quarta-feira, o defensor disse que foi taxado de muitas coisas ruins.

– Nos seis últimos meses do ano passado não tive um momento tão bom lá no Botafogo, acabei sendo muito criticado, taxado de várias coisas que eu tenho certeza de que não sou. Querendo ou não isso atrapalha na carreira do jogador, até mesmo quando vai para o outro clube, me taxaram de baladeiro, disso, daquilo, mas eu estava com a consciência tranquila da pessoa que eu sou, do jogador que eu sou – disse.

Cria da base do Botafogo, Marcelo Benevenuto viveu bons momentos com a camisa alvinegra, mas no ano passado cometeu muitas falhas na campanha vexatória da equipe que culminou no rebaixamento no Brasileirão. Além disso, o zagueiro ainda se envolveu em problemas extracampo, como ao ser cobrado por torcedores ao ir a uma casa noturna após uma derrota para o Corinthians.

Até por conta desses problemas, o Botafogo não conta com Benevenuto para a próxima temporada e a ideia da diretoria é uma negociação. O São Paulo chegou a demonstrar interesse, como o próprio jogador já confirmou, e o Fortaleza sinalizou que pretende permanecer com o zagueiro na próxima temporada.

– O Fortaleza é a minha segunda família, sou muito grato a eles pelo momento em que me pegaram. Sempre que entro em campo tenho que deixar tudo, porque foi o Fortaleza que me ressuscitou para o futebol. Sou muito feliz aqui e grato eternamente ao Fortaleza, que abriu as portas para mim no pior momento da minha carreira – afirmou Benevenuto.

Fonte: Redação FogãoNET e TNT Sports

Notícias relacionadas