PC Oliveira cobra pênalti e expulsão de Douglas Borges, do Botafogo, mas jogador do Ceilândia tocou com a mão antes

31 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Atacante do Ceilândia toca com a mão antes de Douglas Borges, do Botafogo
Reprodução/Premiere

Um lance estranho e curioso chamou atenção no primeiro tempo de Botafogo 1 x 0 Ceilândia, nesta quinta-feira, no Estádio Nilton Santos, pela Copa do Brasil. Após lançamento longo, Douglas Borges saiu do gol e fez um corte esquisito. O comentarista de arbitragem Paulo Cesar de Oliveira, no SporTV / Premiere, cobrou a expulsão do goleiro alvinegro.

– Foi com a mão, com a mão direita. Ricardo Marques (Ribeiro) de frente, com boa visão, deveria ter marcado a falta, ia gerar boa situação de gol, o goleiro deveria ser expulso. É uma pena a Copa do Brasil com premiação tão alta economizar no VAR. Se tivesse, a falta seria marcada e o goleiro expulso – afirmou PC Oliveira.

Contudo, as câmeras do SporTV / Premiere mostraram minutos depois, muito rapidamente, uma imagem que mostra que o atacante do Ceilândia toca com a mão, propositalmente, antes do corte com a mão de Douglas Borges.

– Aqui tenho dúvida se pegou primeiro na mão esquerda do jogador do Ceilândia – disse o narrador Gustavo Villani, enquanto PC Oliveira não se posicionou.

Atacante do Ceilândia toca com a mão antes de Douglas Borges, do Botafogo

Atacante do Ceilândia toca com a mão antes de Douglas Borges, do Botafogo

Na sequência, mão de Douglas Borges fora da área em Botafogo x Ceilândia

O comentarista de arbitragem, contudo, apontou também um pênalti não marcado para o Botafogo.

– Foi falta. Vou checar na imagem lateral para ver o posicionamento do Matheus Nascimento. Recebeu tranco por trás, não é acidental, está de costas, sem condição de se defender. É no limite, na linha, como faz parte da área, foi pênalti. Mais um erro não corrigido porque não tem VAR. Tranco nas costas, imprudente, em cima da linha – descreveu PC.

Fonte: Redação FogãoNET e Premiere

Notícias relacionadas