O apresentador Léo Batista foi homenageado pelo Botafogo neste domingo no Estádio Nilton Santos. Ganhou camisa personalizada, deu nome a uma cabine de imprensa, anunciou a escalação da equipe alvinegra nos alto-falantes, foi aplaudido, mas não escondeu seu descontentamento com a atuação na derrota para o Santos por 1 a 0.

No intervalo da partida, no melhor estilo torcedor, Léo Batista participou da transmissão do canal Premiere e não poupou críticas ao estilo de jogo do técnico Eduardo Barroca. Ao lado do narrador Daniel Pereira e dos comentaristas Roger Flores e Ana Thaís Matos, Seu Léo desabafou.

Não vai ao Nilton Santos? Garanta a transmissão de Botafogo x Atlético-MG
⬇ AO VIVO e DE GRAÇA

– Ainda não consegui entender o que o Barroca pretende nesse campeonato. Se ele fizer um golzinho… O máximo com esse estilo de jogo é acontecer o que aconteceu com o Cruzeiro, 0 a 0. O Santos ataca, hoje está errando, ainda bem, mas sempre com três ou quatro para tentar fazer o gol. O Botafogo quando ataca, contra-ataca, sei lá, avança pela direita ou pela esquerda, o máximo que conseguiu foram dois ou três chutões da intermediária. Chutão! – criticou.

Quando o jogo já estava para reiniciar, Roger Flores alertou Léo Batista de que a equipe do Botafogo já estava voltando para o segundo tempo, no que o apresentador emendou de bate-pronto, parecendo prever a derrota (o jogo ainda estava 0 a 0):

– (Voltando) Para fazer o quê? Para me irritar, para irritar a torcida? Se continuar esse nhém nhém nhém de bola para trás, bola para trás, não sei não…

Léo Batista está com 86 anos e viveu os áureos tempos de Botafogo de Garrincha, Nilton Santos, Jairzinho, Amarildo, etc… Por sinal, ele cobriu a estreia do Mané pelo Glorioso, em 1953 – ou seja, há 66 anos. Vida longa ao Seu Léo!