Pitacos: Botafogo ainda não estava pronto para ‘jogar uma final’; mas problema maior foi perder 19 pontos para últimos 5 colocados

66 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Pitacos: Botafogo ainda não estava pronto para ‘jogar uma final’; mas problema maior foi perder 19 pontos para últimos 5 colocados
Vitor Silva/Botafogo

* O Botafogo perdeu por 3 a 0 para o Athletico-PR e teve poucas chances de fazer o jogo ser diferente. Assim, ficou fora da Libertadores de 2023. A verdade é que o time, o que até relativamente dá para entender, ainda não estava pronto para disputar “uma final”, ainda mais fora de casa.

* Em processo de remontagem, pode parecer que não, mas o Botafogo ainda é um time em formação. Do outro lado, havia um adversário forte e calejado por “jogos grandes” na Libertadores e na Copa do Brasil. Neste momento, o Athletico-PR estava mais pronto para esse tipo de partida que o Botafogo.

* O Botafogo sofreu com a intensidade do confronto, com a imposição do rival e até com o gramado sintético. Talvez tenha faltado um pouco mais de luta e vontade, mas o principal problema foi que o time foi dominado pelo adversário, que controlou o jogo.

Banner black november loja FogãoNET/Estilo Piti

* Passou também por más atuações individuais. Principalmente de Daniel Borges. O péssimo jogo do lateral colocou Vitinho em evidência e gerou um desequilíbrio que passa ao restante do time. Daniel parecia assustado, com medo, sem saber exatamente como se portar. Patrick de Paula e Júnior Santos também não foram bem, mas apareceram menos, porque o jogo não foi forçado em cima deles. Ainda assim, não estiveram ao nível necessário para o confronto.

* A questão é que o Botafogo perdeu a vaga na Libertadores mesmo por outros tropeços no campeonato, não por perder para o Athletico-PR na Arena da Baixada. Contra os últimos cinco colocados, deixou 19 pontos pelo caminho. Fez dois pontos contra o Juventude, três contra o Avaí, dois contra o Atlético-GO, quatro contra o Avaí e zero contra o Cuiabá. Uma hora a conta ia chegar.

* É uma pena terminar o campeonato com gosto de frustração, mas o Botafogo tem que se manter com a cabeça no lugar e otimista para a próxima temporada. Vocês lembram dos primeiros anos dos projetos de clubes que hoje estão no topo no futebol brasileiro? O Flamengo em 2013 ficou em 16º e poderia até ter caído, não fosse o caso Heverton na Portuguesa. Já o Palmeiras se livrou do rebaixamento na última rodada em 2014 graças a um triunfo do Santos sobre o Vitória. Dali para a frente, se reorganizaram e passaram a disputar como protagonistas as principais competições.

* É o caminho que se espera para o Botafogo. O time termina o ano mais forte do que começou e com boas perspectivas. Que siga subindo degraus em 2023.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas